Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) deflagrou na tarde dessa segunda-feira, 7, em Palmas, mais uma operação de combate ao tráfico de drogas, a qual resultou na prisão de Everaldo B. d. S., 42 anos e seu filho Wesley C. F. d. S., 19, bem como na apreensão de cerca de 1 kg de entorpecente.

Conforme o delegado Guilherme Rocha, responsável pela operação, após investigações, os policiais civis da Denarc identificaram um local, no Jardim Aureny III, onde supostamente funcionava um ferro-velho, porém, na verdade, o local era utilizado para venda de drogas ilícitas na região, sendo que os policiais já haviam recebido denúncias anônimas de que Everaldo, proprietário do depósito, estava vendendo drogas contando com a participação de familiares.

Desta maneira, os agentes foram até o local indicado nas denúncias, onde montaram campana e passaram a observar a movimentação de pessoas e após identificarem a presença de usuários já conhecidos da Denarc foi realizada a abordagem aos mesmos.

Durante as buscas, realizadas em um dos imóveis, localizados no interior do lote, foram encontradas porções de crack, já devidamente embaladas para comercialização. Já na residência da filha do autor foram encontradas porções de maconha e uma barra de aproximadamente 1kg, da mesma droga, ainda intacta, embalada em fita adesiva, além de dinheiro proveniente do tráfico e insumos para embalagem da droga.

 A residência, onde funcionava a “boca de fumo”, está situada, próximo a uma creche e a uma escola da rede pública, com indícios de que os traficantes estavam aliciando adolescentes para a prática do tráfico de drogas, fato que foi confirmado durante a abordagem, uma vez que foram encontrados outros três adolescentes no local.

Após a ação, no momento em que os policiais saíam do local conduzindo os autuados, populares vizinhos aplaudiram a equipe, demonstrando alívio com a atuação policial, em virtude do grande receio e incômodo em que viviam. 

Diante das evidências, Everaldo e Wesley foram encaminhados à sede da Denarc, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas e, em seguida, foram recolhidos à Casa de Prisão Provisória de Palmas, (CPPP) onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.