Campo

Foto: Lenito Abreu A Adapec completa 18 anos fortalecendo a agropecuária tocantinense. A Adapec completa 18 anos fortalecendo a agropecuária tocantinense.

No próximo sábado,10, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec) comemora 18 anos de atuação. O pioneirismo da autarquia com autonomia técnica, administrativa e financeira, tem como principal objetivo promover a execução das atividades ligadas à defesa animal e vegetal. De lá para cá, muitas conquistas marcaram a sua trajetória, dentre as quais, destacamos a manutenção do status sanitário livre da febre aftosa há 19 anos e a excepcionalidade do plantio de sementes de soja nas Várzeas Tropicais.

De acordo com o governador Marcelo Miranda, o trabalho que a Adapec vem desenvolvendo é de fundamental importância para a política sanitária no Estado. "São dezoito anos de muita dedicação, tanto do Governo quanto de todos os servidores da agência. Avançamos muito em termos de qualidade e sanidade animal, favorecendo produtores e a nossa agropecuária. Hoje os nossos produtos têm condições de competitividade nos mercados interno e externo. E a Adapec tem um papel primordial nesse processo", ressaltou o governador.

O superintendente federal da Agricultura, Rodrigo Guerra, reforça a parceria e deseja que a instituição nos próximos anos consiga que o Estado se torne livre de aftosa sem vacinação, além disso, que o serviço de inspeção estadual consiga a equivalência federal, para que os produtos sejam comercializados em todo o país, referindo-se a adesão  Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA). “A Adapec está de parabéns pelos seus 18 anos atuando na defesa animal e vegetal com grande maestria e competência”, pontua. 


Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, todas as áreas de atuação da Agência tiveram avanços, que vêm referendar as grandes parcerias, que envolvem empresários, servidores, população, os investimentos do governo federal e estadual, e acima de tudo, dos produtores rurais. “A nossa maior riqueza vem do campo, por isso, essa comemoração é de todos que não mediram esforços para atingirmos os objetivos. Temos muito que comemorar e acreditar na nossa capacidade de crescimento econômico, pois temos a convicção que estamos no caminho certo”, destaca Humberto.

A qualidade do rebanho de bovídeos (bovinos e bubalinos) estimado em 8,5 milhões de cabeças tem atraído continuamente a atenção de vários países impulsionando a economia e fortalecendo o agronegócio. Este ano, a União Europeia aprovou a habilitação das exportações de carne industrializada (enlatada) àquele continente, gerando a expectativa para aprovação da exportação da carne in natura. O Tocantins recebeu ainda o reconhecimento internacional de zona livre da Peste Suína Clássica. 

Na área vegetal, o grande destaque é a possibilidade do plantio de sementes de soja na região das Várzeas Tropicais, que faz do Tocantins o maior produtor de sementes da oleaginosa do Brasil, no período do Vazio Sanitário. Nesta área, durante a safra 2016/2016 foram plantados 54,2 mil hectares. Essa excepcionalidade exclusiva é endossada pela Agência que monitora 100% da área plantada, visando à prevenção e o controle da ferrugem asiática. Esta atividade também é realizada na soja sequeira.

Outras ações também geraram resultados positivos, no comparativo de 2015 e 2016, o Tocantins teve um crescimento de 29,4% no recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos.

Estrutura

Para atender as demandas de aproximadamente 56 mil produtores rurais cadastrados, a Agência conta com 1.383 servidores distribuídos nas unidades presentes nos 139 municípios do Estado, barreiras fixas, volantes e fluviais. Para dar mais agilidade e segurança no atendimento ao produtor rural, a Agência está com 128 municípios online, além de contar com o Disque Defesa através do telefone 0800 63 11 22, um canal direto para sanar dúvidas, receber denúncias e prestar informações.

São 18 anos trabalhando pelo desenvolvimento do Tocantins com a responsabilidade de executar os programas sanitários, que visam controlar e erradicar as principais doenças e pragas de impacto econômico na agropecuária, corroborando assim, a proximidade com os produtores rurais. “Há 13 anos utilizo os serviços da Adapec, movimento rebanho em vários municípios do Estado, por isso, considero uma parceria de grande importância, de atendimento eficiente e de qualidade”, finaliza o pecuarista e empresário de leilão, Vanderley Silva.