Saúde

Foto: Divulgação No Tia Dedé foram realizados cerca de 1500 testes da linguinha No Tia Dedé foram realizados cerca de 1500 testes da linguinha

Um ano em que se aplicou os dez passos para o sucesso do aleitamento materno, implementou o método canguru, fortaleceu a política de humanização do parto com pactuação com a Rede Cegonha, implantação do teste da linguinha, acolhimento com classificação de risco e fortaleceu junto à rede de Atenção Básica os serviços de atendimento a vítimas de violência sexual. Este foi o resumo de 2016 no Hospital Materno Infantil Tia Dedé (HMTD), em Porto Nacional.

“Avançamos muito no sentido de humanizar a unidade com a criação de protocolos setoriais, sistema de assistência em enfermagem, serviço de atendimento ao usuário, a implantação de um jardim terapêutico e brinquedoteca que fazem a diferença para nossos usuários, pois são ambientes que trazem sensação de bem estar e isso conta muito no processo de recuperação de cada paciente”, destacou a diretora geral do hospital, Edith Aires.

A revitalização da ambiência hospitalar, climatização de ambientes e aquisição de alguns equipamentos como mesa cirúrgica, camas hospitalares, autoclave, biombos, cadeiras de rodas, oxímetros, suportes para soro e bebedouros também contribuíram positivamente para os trabalhos na unidade.

Em números, o hospital realizou mais de 25 mil atendimentos em ginecologia, obstetrícia e pediatria. Foram mais de 1500 partos, cerca de 3 mil internações, quase 1500 testes da linguinha e cerca de 1400 ultrassonografias.

Contenção de gastos

Algumas medidas de contenção de gastos também foram colocadas em prática na unidade e, segundo a direção, tiveram resultados positivos. “Fizemos um acompanhamento do consumo de água, luz e telefone e realizamos campanhas educativas de uso/desperdício, conseguindo reduzir em 15% os gastos. Também conseguimos fazer um redimensionamento dos profissionais de enfermagem em conformidade com a Resolução 293/2004 – Conselho Federal de Enfermagem e com isso reduzimos os gastos com plantões extras em cerca de 60%”, informou Edith.

O próximo ano da unidade, se depender dos planos da gestão, será de mais ações positivas. “Pretendemos implantar e implementar as políticas de atenção integral a saúde da mulher e da criança, a fim de obter o Selo Hospital  Amigo da Mulher e da Criança; difundir a coleta de leite materno na regional Amor Perfeito com captação de novas doadoras, realizar mais ações educativas e elaborar métodos de controle de gastos. Queremos ainda equipar os setores administrativos e assistenciais e adquirir transportes”, reforçou a diretora.

O Tia Dedé

É uma unidade de urgência e emergência com pronto socorro infantil que atende aos casos de patologias clínicas de crianças de 0 a 11 anos e 11 meses de idade e com pronto socorro ginecológico e obstétrico que atende as gestantes nas intercorrências da gestação, no acompanhamento da gravidez de alto risco e no parto, e intercorrências relacionadas ao aparelho reprodutor feminino.

A unidade também colabora para o planejamento familiar no controle de natalidade, através de métodos contraceptivos e esterilização voluntária, além de oferecer serviços de internação, com a capacidade instalada de 50 leitos. O hospital é referência para os 13 municípios da região de saúde Amor Perfeito.

Na unidade são ofertadas as especialidades de pediatria, ginecologia e obstetrícia, nutricionista, psicóloga, assistente social e os serviços de imagem, ultrassonografia, raio-X, análises clínicas, patológicas e teste do pezinho.