Educação

Foto: Divulgação A palestra do ministro acontece nesta segunda, 23, no auditório do Palácio Araguaia A palestra do ministro acontece nesta segunda, 23, no auditório do Palácio Araguaia

Superintendentes, diretores, gerentes, assessores e técnicos da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) participam nesta segunda-feira, 23, a partir das 16 horas, no auditório do Palácio Araguaia, da palestra “Educação para a Esperança”.

A palestra visa motivar os profissionais da educação que iniciam hoje as ações do calendário letivo de 2017 em 362 unidades escolares. Nesta segunda-feira, mais de 100 mil estudantes retornam às salas de aula com uma nova estrutura curricular, em que terão mais aulas de língua portuguesa e matemática. A mudança visa fortalecer o trabalho pedagógico, auxiliar nas disciplinas em situações críticas e ampliar o tempo de planejamento e formação dos professores.

Durante a palestra, o ministro do Superior Tribunal Militar (STM), José Barroso Filho, aborda sobre a importância do desenvolvimento, a melhoria da qualidade de vida das pessoas, e o papel do educador em todo este processo. José Barroso ressalta ainda sobre a necessidade de repensar a estrutura curricular do aluno para que ela tenha utilidade em sua vida profissional.

Para a titular da pasta, professora Wanessa Sechim, “a palestra traz uma reflexão sobre o que e como ensinamos em nossas escolas. Durante a palestra o ministro ressaltou que esperança vem do verbo esperançar, de agir, fazer, e não de esperar. Portanto, a educação tem pressa, o aluno tem sede de aprender diferente do que nós aprendemos um dia”, frisou a secretária que já assistiu a explanação do ministro sobre o tema.

Currículo

Autor de vários livros e artigos voltados para a área jurídica, José Barroso Filho é natural de Ribeirão Preto (SP), graduado em Direito, especialista em Estudos Avançados em Administração Pública, Direito Público, mestre em Direito Econômico e doutor e com doutorado em Administração Pública.

Atualmente exerce as funções de Ministro do Superior Tribunal Militar, Diretor-Geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados da Justiça Militar da União, e colaborador do Projeto Rondon. 

Dentre as diversas, em 20 anos de magistratura, já ocupou os cargos de Ministro-Ouvidor do STM, diretor de Apoio Institucional do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito (CONPEDI), Juiz-Auditor da Justiça Militar da União, titular da 12ª Circunscrição Judiciária Militar (CJM) do Amazonas (AM), Acre(AC), Roraima (RR), Rondônia (RO), já atuou na 2ª Auditoria da 3ª C.J.M. de Bagé e Santa Maria (RS), na Auditoria da  6ª C.J.M. da Bahia (BA) e Sergipe (SE), na Auditoria da 10ª C.J.M. do Ceará (CE) e Piauí (PI), na Auditoria da 11ª C.J.M. do Distrito Federal (DF), Goiás (GO), e Tocantins (TO) e Auditoria da 2ª C.J.M de São Paulo (SP). Participou de Missões Oficiais em Portugal, China, India e Haiti e foi coordenador dos Centros Integrados de Desenvolvimento Regional do Ministério da Defesa.