Estado

Foto: Divulgação O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Código Penal O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Código Penal

A Energisa está intensificando o combate ao furto de energia em todo o Estado. No final do mês de janeiro deste ano as equipes de eletricistas reforçaram as ações em Paraíso do Tocantins para acabar com as irregularidades na cidade, onde foram realizadas mais de 200 fiscalizações com 45 autuações e cinco pessoas encaminhadas para a Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Praticados contra Concessionárias Prestadoras de Serviços Públicos (Derfae).

O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Código Penal, mas ainda acontecem com frequência em muitas residências e comércios do Tocantins. Para reduzir as perdas, a Energisa vistoria rotineiramente as áreas com ligações clandestinas e planeja ações para evitar reincidências, bem como realiza inspeções nas Unidades Consumidoras (UCs). “É importante lembrar que os chamados “gatos” são, na realidade, furtos de energia e estão enquadrados no Artigo 155 do Código Penal. Quando flagrado, o cidadão irá responder por isso”, afirma Elirio Putton Junior, delegado titular da Derfae.

O gerente de recuperação de energia, Helier Fioravante, destaca que todo mundo perde com a prática desses crimes. “Parte do valor da energia furtada é dividida entre todos os outros consumidores, mesmo aqueles que são honestos e pagam suas contas em dia. Quando alguém furta energia, na verdade, está prejudicando toda vizinhança”.

Crime

O furto de energia além de crime previsto no Código Penal pode causar acidentes fatais, interromper a continuidade do serviço aos consumidores, prejudicar a qualidade da distribuição de energia, além de impactar diretamente na tarifa de energia elétrica. Para reduzir as perdas no estado, a Energisa intensifica as ações de vistorias rotineiras nas áreas com ligações clandestinas junto da delegacia especializada na repressão a estes crimes (Derfae), porque o furto de energia prejudica toda a sociedade. Para ajudar a combater esses crimes, é só denunciar pelo telefone 0800 721 3330 ou por meio do aplicativo Energia ON, disponível gratuitamente na loja virtual para as versões IOS, Android e Windows Phone.