Saúde

Foto: Valdo França

Com mais de 300 participantes entre técnicos, secretários municipais de saúde e prefeitos, a 4º edição do Acolhe SUS, que ocorreu nos dias 20 e 21 em Palmas/TO, teve balanço positivo. No encontro foram apresentadas experiências exitosas de Vigilância em Saúde, experiências da Atenção Primária e  palestras sobre temas diversos relativos a saúde pública.

A superintendente de Planejamento da Secretaria de Estado da Saúde, Luiza Regina Dias Noleto, lembra que o evento teve uma proposta muito dinâmica, além da participação no auditório, houve atividades simultâneas em outros espaços. “O evento foi um sucesso, os gestores abraçaram o projeto do Acolhe SUS e o tema do encontro, que foi  Somos Todos Gestores Juntos Integrados no Fortalecimento  do SUS no Tocantins. Os dois dias foram muito proveitosos e deixo o  recado para que os gestores multipliquem as informações que receberam e trabalhem para despertar o espírito empreendedor do ser humano, pois nós precisamos de profissionais empreendedores na gestão do SUS”, destacou.

Palestras

O último dia de evento contou com a participação de vários especialistas como a tecnologista em gestão de Políticas de Saúde, Ana Claúdia Cardozo Chaves, que abordou o  Programa de Melhoria de Acesso e da Qualidade (PMAQ) e Prontuário Eletrônico. Também na programação, o enfermeiro técnico do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Ernesto Isaac Montenegro, falou sobre Imunização: Integração no processo de trabalho diário, entre atenção básica e vigilância em saúde no controle de doenças imunopreveníveis.

A fisioterapeuta e coordenadora geral de Hanseníase e Doenças em Eliminação do Ministério da Saúde, Carmelita Ribeiro Filha, destacou que no Tocantins há casos de pessoas que foram classificados com diagnóstico de  hanseníase grau 2 de incapacidade, ou seja, que limita a pessoa trabalhar. “Se tratando de hanseníase, o Brasil representa o segundo lugar  no mundo e o primeiro nas Américas. A atenção básica precisa diagnosticar estes casos para que possamos diminuir a cadeia  de transmissão desta doença. Necessitamos do olhar do profissional da ponta para que possa enxergar  os casos, diagnosticar, tratar, examinar a família e seus contatos para que a cadeia de transmissão seja interrompida. Parabenizamos esta iniciativa do governo de chamar  os gestores que estão chegando para que entendam os problemas de saúde do Estado e do seu município”, enfatizou.

A técnica do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle de AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Itana Miranda, destacou o cenário atual da sífilis congênita (quando a mãe transmite para o bebê). “Nós estamos vivenciando uma epidemia de sífilis congênita no país. É necessário que a atenção básica trabalhe na qualificação do pré – natal. Nós entendemos que se a gestante realizar o pré -  natal  corretamente interrompe a transmissão. O Tocantins já vem se mobilizando com relação às ações em parcerias com Conselhos de Enfermagem, Medicina e outros”, finalizou.

Quem aproveitou para se atualizar sobre novas ações foi o secretário de Saúde de Araguaína, Jean Luiz Coutinho. “O evento trouxe informações importantes para os novos gestores e os antigos, como é meu caso. Principalmente sobre o repasse do custeio da saúde feito pelo Ministério da Saúde, que é um assunto que os municípios já estão estudando,  mas que ainda há muitas dúvidas” , afirmou.

Encerramento

O encerramento do evento contou com presença do secretário de estado da Saúde, Marcos Musafir,  do representante do Ministério da Saúde, e da Promotora de Justiça do Mistério Público Estadual (MPE), Maria Roseli Pery, que ressaltou que são muitas as políticas públicas do Sistema Único de Saúde (SUS). “É importante  os senhores se apropriarem de todas as políticas de Vigilância e Atenção a Saúde que são desenvolvidas  por meio da Atenção Básica e não carreguem estes fardos sozinhos, a  população (comunidade, sociedade, empresas) também deve fazer sua parte e assumir sua responsabilidade com a saúde pública”, afirmou.

O secretário Marcos Musafir agradeceu aos gestores e mais uma vez colocou a Secretaria de Estado da Saúde à disposição dos municípios. “Contem com a gente para o que precisar. Queremos auxiliar vocês e queremos que vocês também nos auxiliem. Essa será uma parceria de sucesso que só vai beneficiar a população”, finalizou.