Saúde

Foto: Nielcem Fernandes
  • Ação em Bernardo Sayão

Quinze mil casas inspecionadas e mais de 600 focos eliminados. Esse é o resultado das ações desenvolvidas no primeiro trimestre de 2017 pela Sala Estadual de Coordenação e Controle para o Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika e parceiros, que há três meses, todas as sextas-feiras, realizam a ação integrada “Sexta sem Aedes”. O balanço mostra também que já foram realizados 16 mutirões em 27 quadras de Palmas/TO, fortalecendo o trabalho estratégico da eliminação de focos durante o período epidêmico do mosquito. 

Nesta próxima sexta-feira, 31, o mutirão de varredura para identificação e destruição de criadouros acontece no Setor Santa Bárbara, na região Sul da capital, e mais uma vez vai reunir moradores e dezenas de parceiros no combate ao Aedes aegypti, mosquito causador da dengue, chikungunya e zika.  Na última sexta-feira, 24, quando aconteceu o mutirão nas quadras 104 e 106 Sul, diversos parceiros estiveram reunidos. “Participaram a Secretaria de Estado da Educação, de Trabalho e Ação Social, estudantes e professores da Associação de Pais e Alunos, o Centro de Controle de Zoonoses de Palmas, a Defesa Civil, o Instituto Natureza do Tocantins, o Corpo de Bombeiro, Marinha. Depois da parte prática encerramos as atividades com uma apresentação teatral para estudantes do Colégio Estadual Frederico Pedreira Neto”, informou o coordenador da Sala Estadual de Coordenação e Controle para o Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika, Capitão Marcelo Marinho. 

O coordenador ainda reforça a importância de novas parcerias com órgãos e instituições. “Sem dúvidas, juntos somo mais fortes e a população tem que se sensibilizar para a luta contra o mosquito, que é uma responsabilidade de todos, não só dos órgãos públicos. Por isso reforçamos o convite para que todos vistam a camisa e somem forças em nossos mutirões”. 

Engajamento com os municípios

Paralelo as ações que estão ocorrendo na Capital, os municípios do Estado também estão desempenhando atividades de combate ao mosquito. Nesta quinta-feira, 30, em São Bento do Tocantins alunos de duas escolas públicas receberam orientações de como combater o mosquito e prevenir a dengue, zika e chikungunya. Aproveitando a ocasião, os estudantes também foram orientados sobre a febre amarela.

“Essa é mais uma ação realizada em parceria com Educação do Estado e o município de São Bento. Neste primeiro momento, os estudantes receberam informações e puderam tirar dúvidas. Amanhã, vamos realizar o mutirão de limpeza na cidade. Temos percebido o engajamento de muitos municípios e isso faz com que tenhamos êxito nas ações”, destacou o gerente do Laboratório de Entomologia da Secretaria de Saúde, Rogério Rios.

Durante esta semana ações também foram desenvolvidas em Marianópolis, Santa Rosa, Sandolândia, Buriti, Palmeiras, Muricilândia, Pugmil, Goiatins, Riachinho, Bernardo Sayão, Porto Nacional e Aldeia do Povo Xavaé. 

Calendário de ações

Neste ano, o calendário de mobilizações para enfrentamento ao Aedes aegypti se iniciou no Tocantins no último dia 13 de janeiro e segue até 26 de maio, quando se encerra o período chuvoso no Tocantins. O calendário prevê mobilizações lideradas por instituições públicas, privadas e do terceiro setor todas as sextas-feiras.