Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

Os aprovados no concurso da Defesa Social para provimento de cargos ao Sistema Socioeducativo do Tocantins, doaram sangue nos hemocentros de Gurupi, Palmas e Araguaína nessa quarta-feira,12. A mobilização teve como objetivo chamar à atenção do Governo do Estado quanto a homologação e posse do certame. 

Cerca de 120 pessoas participaram da manifestação nos três municípios. Aqueles que não puderam doar sangue levaram amigos e familiares. Ainda na ocasião os candidatos tiveram a oportunidade de fazer o cadastro para doação de medula óssea. “Doar sangue é salvar vidas. Neste ato estamos mostrando para sociedade também que precisamos do apoio de todos. É uma maneira de ajudar o próximo e pedir para o Estado que homologue o concurso e também seja dada posse aos aprovados”, explicou a candidata aprovada Misia Mônica.

Os aprovados destacaram a insatisfação da demora da homologação e posse no concurso. No último dia 29 de março, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), de nº 4.836 o resultado final da segunda etapa referente ao Curso de Formação Profissional do Concurso.

Ainda na ocasião, os aprovados também questionaram a demora para o pagamento da bolsa de ajuda de custo. “Cerca de 80% dos candidatos estão desempregados. O curso era integral e tiveram que deixar seus serviços. Ninguém que investir em uma pessoa que pode tomar posse a qualquer momento”, destacou Marcos Antônio da Silva Júnior, membro da comissão dos aprovados.

Entre as reivindicações, os candidatos pediram que o governo, através da Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju) priorize os aprovados capacitados, chamando atenção para a rotatividade de servidores no sistema socioeducativo devido o alto número de contratos. “O número de contratados é altíssimo. Hoje somos 406 foram aprovados no curso de formação. Sem dúvida é muito importante que o Estado valorize nós que já estamos capacitados. Precisamos de profissionais para dar continuidade as medidas socioeducativas”, lembrou Marcos.

Apoio

A comissão dos aprovados tem buscado apoio juntos com outros órgãos, como o Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados no Tocantins (OAB), Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedeca), entre outros. “O concurso da Defesa Social é o mesmo, não justifica o Estado homologar parcialmente e dar posse apenas ao sistema penitenciário. Por isso é fundamental o apoio dos demais órgãos para tudo seja resolvido”, afirmou Marcos.

Curso de formação

Ao todo, dos 448 participantes do curso, 406 candidatos foram aprovados para os cargos de Analista Socioeducador, de Assistente Socioeducativo e de Técnico Socioeducador.

Para o cargo de analista, 93 candidatos foram aprovados e também 23 assistentes socioeducativos. Já para o cargo de técnico socioeducador, foram classificados 225 candidatos do sexo masculino e 65 do sexo feminino. O número de aprovados abrange tanto os candidatos da ampla ocorrência, bem como das pessoas com deficiência.

Etapas do certame

- 14/12/2014 - realização da prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório;

- março/2015 - Teste de Aptidão Física;

- abril/2015 - Avaliação Psicológica;

- junho/2015 - Exames Médicos;

- setembro/2016 - Matrícula no Curso de Formação;

- 15 de Janeiro a 19 de Fevereiro de 2017 – Curso de Formação Profissional com prova eliminatória e classificatória;

- 28/03/2017 – Divulgação do resultado final do Curso de Formação;

Restam ainda a Conclusão da investigação social (Seciju); Pagamento da Bolsa Auxílio do CF (Seciju); Homologação (Casa Civil); Posse (Casa Civil).­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­