Esporte

Foto: Orlando Gonzalez Madu e Rebeca Xerente podem continuar surpreendendo Madu e Rebeca Xerente podem continuar surpreendendo

Uma dupla do Colégio Dom Bosco de Palmas/TO que está representando o Tocantins no IV Campeonato Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia que acontece na cidade de Maringá/PR tem orgulhado o Estado e já chamou atenção de outras federações estaduais da modalidade.

Maria Eduarda Archangelo Fontes, a Madu (14 anos) e Rebeca Smikadi Campelo de Brito Xerente (13 anos) farão a semifinal da modalidade contra a dupla do Estado do Rio de Janeiro em data a ser definida.

As representantes do Tocantins, que disputam na faixa etária dos 12 aos 14 anos, chegaram à semifinal depois de bater as duplas de Sergipe, Distrito Federal e Pernambuco. Elas iniciaram a competição perdendo para a dupla do Estado do Paraná por 2 sets a 0 no último dia 18. Entretanto, recuperam-se e bateram Sergipe por 2 sets a 0 no dia 19; Distrito Federal por 2 sets a 1 no dia 21 e Pernambuco neste sábado, 22, por 2 sets a 0 com parciais e 15/12 e 15/03.

A competição realizada pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) está sendo prestigiada na Vila Olímpica Maringá por grandes ídolos do vôlei dentro e fora das quadras. Já passaram pelos jogos o bicampeão mundial de Vôlei de Praia, Franco Neto. O ex-capitão da Seleção Brasileira de Vôlei, Ricardinho e, no encerramento da competição, já está confirmada a presença do padrinho do vôlei de praia escolar, Giba, outro grande ídolo do vôlei.

O técnico Luis Cláudio Pereira dos Santos (Luisão) acredita que o resultado obtido pela dupla será um divisor de águas no Estado para que haja mais investimento na modalidade. Em declaração dada ao site da CBDE, Luisão afirma: “É a primeira vez que nós participamos de um evento da CBDE no vôlei de praia. Para nós foi um resultado muito significante pelo trabalho o que é feito em nosso Estado, por não existir equipes que treinam somente vôlei de praia. A maioria das atletas que vieram pertencem as equipes do vôlei de quadra e não tivemos tempo de adaptação e nem treinamento Então estar numa semifinal, ter ficado em sexto lugar na série bronze e ainda disputar com três duplas do quinto ao sexto da série prata sem dúvida é o melhor resultado que podíamos almejar e, tenho certeza que seremos exemplo de incentivo a modalidade quando voltarmos para Palmas”, disse o técnico.

Título Mundial

Caso as meninas cheguem à final, elas já serão vencedoras, pois estarão entre o(a)s representantes do Brasil que estarão entre os dias 27 de maio e 3 junho, defendendo mais um título mundial para o Brasil na Polinésia Francesa durante o mundial da modalidade.

Realização

O IV Campeonato Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia é uma realização da CBDE em parceria com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Federação do Desporto Escolar do Paraná (FDEPR) e apoio do Governo do Estado do Paraná e Prefeitura do Munícipio de Maringá.