Polí­tica

Foto: Divulgação

A executiva Metropolitana do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) de Palmas-TO, reuniu-se nesta última segunda-feira 19, para deliberar assuntos referentes ao diretório. As novas filiações ao partido, a renovação do diretório e as últimas declarações da senadora Kátia Abreu, filiada ao partido, estavam entre as pautas. 

De acordo com a executiva, foi definido, por unanimidade, a repulsa as últimas declarações feitas pela senadora Kátia Abreu. O PMDB de Palmas demonstrou repúdio contra as ações da senadora "afirmando que esta não possui o apoio do diretório nas eleições de 2018".  Segundo o partido, Katia Abreu teceu declarações que depreciam o presidente do Brasil, Michel Temer, o acusando de ser golpista, pedindo a sua renúncia e desmerecendo a autoridade máxima do partido. 

Ainda de acordo com a executiva, a senadora tem ofendido o governador do Tocantins, Marcelo Miranda, assim como as colegas de partido e deputadas federais, Dulce Miranda e Josi Nunes e direcionou, segundo o PMDB de Palmas, por diversas vezes, ofensas ao presidente do PMDB Tocantins, Derval de Paiva. "E por fim, tem agido de forma agressiva, o que não condiz com a postura moral deste partido", informa a executiva Metropolitana. 

Além de nota de desagravo contra a senadora, a executiva do diretório de Palmas enviará ao Conselho de Ética do Diretório Metropolitano do PMDB de Palmas-Tocantins um ofício solicitando a sua análise de conduta.