Cultura

A Exposição Igbá Eléye – Cabaça do Poder Feminino, da artista plástica Mírian Tesserolli, segue aberta à visitação pública gratuita até 7 de julho deste ano na Galeria Sesc de Artes. Nela, a riqueza cultural dos povos africanos na construção da identidade do Brasil é evidenciada. O horário é das 8h às 12h e das 14h às 18h, no Centro de Atividades de Palmas/TO, na 502 Norte. 

A exposição apresenta instalações, telas, colagens e outros, que abordam as divindades africanas. As memórias dessas mães ancestrais, divindades femininas africanas mais conhecidas no Brasil identificadas com elas são, por exemplo, Nanan ou Oxum. As colagens e assemblagens da artista prenunciam um sagrado maternal e acolhedor onde a vida foi gestada. Suas obras são reminiscências do mito criador Yorubá. A exposição traz em si uma carga antropológica que auxilia na compreensão da formação sociocultural do Brasil, revelando a inegável contribuição da cultura africana para a formação da identidade brasileira.

A Exposição Igbá Eléye – Cabaça do Poder Feminino, de Mírian Tesserolli, segue aberta à visitação pública gratuita das 8h às 12h e das 14h às 18h até o dia de 7 de julho na Galeria Sesc de Artes, no Centro de Atividades da 502 Norte. Visitas orientadas e mais informações podem ser obtidas pelo telefone.