Campo

Foto: Divulgação

Os amantes de peixes ornamentais têm um compromisso imperdível nos próximos dias 23 e 24 de agosto. É quando acontecerá o 2º Simpósio Peixes Ornamentais de Minas Gerais, no campus de Muriaé do Instituto Federal do Sudeste de MG. A Embrapa Pesca e Aquicultura e o Sebrae são os organizadores do evento, que tem por objetivo apresentar tecnologias modernas na produção de desses tipos de peixes a baixo custo. O evento é gratuito e as vagas são limitadas. 

Fabrício Rezende, pesquisador da Embrapa Pesca e Aquicultura, dá mais detalhes sobre como será a dinâmica do evento. “Serão 120 vagas para as palestras e 30 para os minicursos. No ato da inscrição, o participante deverá escolher duas opções de cursos, porque se no primeiro caso a turma já estiver com vagas esgotadas ele poderá assistir a aula do segundo tema escolhido”, explica. Clique aqui e acesse a programação completa.

Diversos assuntos serão abordados durante as palestras, tais como inovações tecnológicas nos sistemas de produção, boas práticas produtivas, critérios de seleção de bettas, melhoramento genético e qualidade de peixes ornamentais, regularização de pisciculturas em áreas de preservação permanente, entre outros. 

Os minicursos também serão destaques no evento. Em “Critérios de peixes ornamentais para exposições”, o zootecnista Fernando Cecchetti (AquaRIO) abordará os principais critérios e características na aparência do peixe que são consideradas na seleção de bettas com diferentes padrões de linhagens em campeonatos e exposições. O que deve ser levado em conta para seleção e formação de casais por análise de características fenotípicas.

Quem deseja obter mais informações sobre o negócio de peixes ornamentais deve fazer minicurso “O mercado de peixes ornamentais - perspectivas e tendências”. O engenheiro de pesca Ivan Oliveira (Associação Brasileira das Lojas de Aquariofilia) vai revelar os números da atividade, os principais elos da cadeia no Brasil e no exterior, os mais importantes eventos e a enorme gama de espécies coletadas e criadas pelo mundo, além dos desafios do futuro da aquariofilia na pesca, na aquicultura e no varejo.

No minicurso “Sanidade de peixes ornamentais: prevenção e controle”, o médico veterinário Bruno Queiroz (Ethos Aquacultura) abordará as doenças mais comuns e de maior impacto econômico nos peixes ornamentais de água doce. Como utilizar protocolos para prevenção e controle e como realizar tratamentos mais eficazes, assim como diminuir os riscos pelo uso indiscriminado de medicamentos.

Ministrado pelo Zootecnista Jonas Motta (Universidade Estadual do Norte Fluminense) e pela professora Daniela Chemim (Universidade Federal de Minas Gerais), o minicurso "Sistemas inovadores na produção de peixes ornamentais" vai tratar sobre a piscicultura ornamental sustentável, com responsabilidade e ética na produção, sistemas de produção, tratamento de água adotados na piscicultura ornamental e sistemas alternativos de cultivo.

O último tema disponível de minicurso é "Como iniciar uma piscicultura: do projeto à comercialização". Na ocasião, serão ensinados todos os procedimentos de dimensionamento e elaboração de projeto, de forma bem completa e simplificada, assim como aspectos legais para a regularização ambiental da atividade perante os órgãos ambientais estaduais e federais, registro e enquadramento da atividade junto à Secretaria de Aquicultura e Pesca. Os professores serão o engenheiro ambiental e médico veterinário Marcus Della Lucia (CFAL Ambiental) e o médico veterinário Paulo Farias (Escola Agrícola de Jundiaí).