Polí­tica

Foto: Divulgação/Assessoria de imprensa O ex-presidente Lula teria declarado apoio à candidatura de Kátia Abreu ao governo do Tocantins O ex-presidente Lula teria declarado apoio à candidatura de Kátia Abreu ao governo do Tocantins
  • Os ex-presidentes Lula e Dilma  e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, em encontro com Kátia Abreu

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) foi recebida no último sábado, 19, pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), no Palácio de Ondina, em Salvador/BA. Também participaram do encontro dirigentes nacionais do PT,  entre os quais, conforme imagens divulgadas pela assessoria de imprensa da senadora, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, e a presidente nacional da legenda, Gleisi Hoffmann. De acordo com a assessoria da senadora, o PT manifestou apoio a Kátia Abreu nas eleições de 2018 para o governo do Tocantins.

Em texto divulgado na noite deste domingo, 20, a assessoria da senadora não deu detalhes sobre declaração de apoio de Lula ou Dilma à senadora. Em seu blog, porém, o jornalista Luiz Armando Costa afirma que o ex-presidente Lula fechou apoio à candidatura de  Kátia Abreu ao governo.

Sobre o encontro no Palácio ondina, Kátia Abreu disse que pretende unir apoio de todos os partidos que tenham propostas construtivas e responsáveis em prol do desenvolvimento do Estado e da retomada do emprego. "Não preciso me unir a partidos apenas por tempo de televisão na campanha eleitoral. Continuo no PMDB, mas quero fazer alianças com todos os partidos que possam contribuir para a reconstrução do meu estado, principalmente aqueles que têm experiências exitosas em desenvolvimento social e econômico", afirmou a senadora.

A parlamentar ainda disse que governar não significa defender ideologias. "Não sou da esquerda, mas se há propostas na esquerda que indiquem soluções, eu vou defendê-las. O que é bom precisa ser aproveitado", explicou.

A senadora ainda afirmou que os brasileiros não querem guerra, querem resultado. "E a união de muitas ideias é que fará a diferença. Sem radicalismo e sem preconceitos, nosso foco tem que ser as famílias, o sucesso das pessoas, o bem estar", completou Kátia Abreu.