Polí­cia

Foto: Divulgação Barracos foram queimados e um idoso foi agredido - confira as imagens e o vídeo ao final da matéria Barracos foram queimados e um idoso foi agredido - confira as imagens e o vídeo ao final da matéria

O conflito por terra em uma área que seria da Investco, no município de Ipueiras/TO, próxima ao município de Brejinho de Nazaré, continua tenso. Trabalhadores Sem Terra alegam que na manhã desta quarta-feira, 23, por volta das 11h30, pistoleiros armados invadiram o Acampamento Clodomir Santos de Morais, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e atearam fogo em barracos e agrediram acampados. Teriam segundo relatos dos acampados, até mesmo espancado um idoso e crianças. "Estamos sendo atacados, barracos queimados, idosos apanhando, crianças apanhando, todo mundo apanhando. Aqui virou um inferno", disse ao Conexão Tocantins a representante do MST, Zenilda Ferraz. 

Os Trabalhadores Sem Terra acusam Vicente Rodrigues Araújo de fazer parte da ação, liderando os agressores e dizendo "que vai morrer todo mundo!", disse Zenilda. Além de Vicente, teria participado da ação o tal coronel Dercídio e outros cinco homens. Segundo os sem-terra Dercídio seria um coronel da reserva da PM. 

De acordo com o MST, a Polícia Civil foi acionada e os acampados aguardam a chegada da equipe de Porto Nacional. 

Morte no Rio

No último sábado, 19, um homem foi morto e outro ficou ferido em uma área próxima ao Acampamento Clodomir Santos de Morais. O crime teria ocorrido durante um tiroteio nas margens do Rio Tocantins e as duas vítimas estariam acompanhando um engenheiro florestal de nome Marcelo que estaria fazendo georreferenciamento da área.

Segundo a Polícia Civil de Porto Nacional, o engenheiro Marcelo foi contratado para fazer o georreferenciamento da área, por Vicente Rodrigues Araújo, que alega ter posse de parte da Fazenda Brejão, área do conflito que estaria sendo disputada pela Investco, pelos Trabalhadores Sem Terra e por ele, Vicente Araujo.

Por meio de nota, a Investco S.A confirmou ao Conexão Tocantins que existe uma ação judicial em curso referente à área e que a empresa aguarda a decisão das autoridades competentes. A companhia, entretanto, não deu maiores detalhes sobre as partes envolvidas na ação. 

Vice-prefeito João Neto 

O vice-prefeito de Brejinho de Nazaré, João Neto, a quem os sem-terra também acusam de estar por trás da ação, esteve na redação do Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 23, quando voltou a negar participação nos fatos relatados. Segundo João Neto, ele não tem relação com Vicente Araujo e não conhece nenhum coronel de nome Dercídio. (Saiba mais