Campo

Foto: Divulgação

Uma parceria firmada entre o Governo do Estado, via Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Banco do Empreendedor (BEM) e a Prefeitura de Brejinho de Nazaré, vai garantir aos piscicultores uma linha de crédito específica para fortalecer suas atividades. Na tarde dessa segunda-feira, 28, uma reunião, realizada entre os representantes das instituições e os produtores, marcou o início do processo. O encontro ocorreu na cidade de Brejinho e na oportunidade, foram repassados todos os detalhes do projeto.

De acordo com o presidente do Banco do Empreendedor, Acy de Carvalho Fontes, a princípio será disponibilizada uma linha de crédito diferenciada e apropriada para os piscicultores, com juros de 1% ao mês e carência de seis meses para pagar o financiamento, que poderá ser de R$ 10 mil, parcelado em até 24 meses.

“O trabalho conjunto visa ajudar os piscicultores que têm dificuldades de buscar linhas de crédito convencionais, no intuito de fortalecer seu próprio negócio. Percebendo essa situação, o BEM traz uma linha diferenciada e específica para eles, com juros baixos, dando um prazo interessante para que possam produzir e só depois começar a devolver esse dinheiro ao banco. Acredito que é um grande negócio, uma oportunidade ímpar para fomentar o negócio de cada um, pois não vamos solicitar garantias reais, somente um avalista”, avaliou o presidente.

O presidente do Ruraltins, Pedro Dias, também participou do encontro, ressaltando que, para facilitar e agilizar o encaminhamento das propostas dos produtores, os técnicos do Ruraltins vão passar por uma capacitação no Banco do Empreendedor, para atuação como agentes de crédito.

“Para atender o produtor em suas demandas, a equipe do escritório do Ruraltins de Brejinho vai receber todas as informações necessárias para montar cada projeto dos interessados. Por isso, é importante o produtor avaliar bem o que irá fazer, pois os recursos podem ser destinados tanto para a aquisição de tanques-rede, ração, bem como para alavancar a cadeia como um todo. A piscicultura tem o envolvimento expressivo de muitos produtores e o Governo do Estado aposta no crescimento do setor e contribui com o desenvolvimento da atividade, em todo Estado. Esse projeto com os piscicultores de Brejinho será um piloto, a partir daqui vamos verificar de que forma podemos trabalhar em outros municípios, tanto na piscicultura, como em outros arranjos produtivos”, disse.

A prefeita Miyuki Hyashida destacou que essa parceria chega para potencializar ainda mais a cadeia, dando mais segurança aos produtores e condições de colocar um produto de qualidade no mercado consumidor.

“Uma linha de crédito especifica, era o que faltava, porque de tudo, a piscicultura já é uma cadeia que vem andando há bastante tempo, onde temos organizada a parte de produção, a parte de infraestrutura e de compra, tudo bem arrumadinho. O que a gente sentia dificuldade era exatamente o crédito, pois o pessoal não tem como acessar os recursos. A partir de agora, com o banco trabalhando, dessa forma, os produtores vão conseguir realmente ter produção”, avaliou.

Para o produtor Antônio Neves do Nascimento, da Colônia de Pescadores de Brejinho, o negócio é muito promissor. “Estamos começando agora e esperamos que tudo dê certo. Eu por exemplo, estou com 5 mil peixes dentro d’água, que estão se desenvolvendo bem. Com a possibilidade de ter o dinheiro, pagando juros baixos, abre novas perspectivas e podemos ampliar a produção. Esse é um bom negócio para nós e queremos agradecer os parceiros, pois com boa vontade e trabalhando direitinho conseguiremos pagar a conta com certeza”, frisou.