Opinião

Foto: Divulgação Vieira de Melo é jornalista e ex-secretário estadual de Comunicação Vieira de Melo é jornalista e ex-secretário estadual de Comunicação

Há exatamente 20 anos, numa manhã de um dia ensolarado de setembro, eu o amigo Hélio Junqueira, administrador, empresário, realizador espírita em Goiás, recém-chegado ao Tocantins, fomos de carro levar Meire Aguiar, uma ilustre espírita goiana conhecida pelos seus dons de psicografia, para conhecer o então governador do Estado José Wilson Siqueira Campos. Siqueira, católico praticante, devoto de Padre Cícero, sempre teve interesse por coisas da espiritualidade.

Meire, mulher simples, cheia de vitalidade e muito vivaz e bastante solicitada pelas pessoas que ocorriam ao centro espírita que ela frequentava na cidade goiana de Trindade, terra dos romeiros do Divino Espírito Santo, à busca de mensagens de amigos e parentes desencarnados. Ela, convidada por amigos, estava chegando em Palmas com seus filhos para morar.
Até aí tudo bem, uma história comum dos pioneiros. Mas, o que me surpreendeu, foi uma carta destinada ao governador Siqueira Campos que ela me pediu que eu a entregasse ao ilustre destinatário. Pois é, essa carta passou pelas minhas mãos e eu a li, à pedido da própria autora para, segunda ela, verificar se a mesma não continha nenhuma inconveniência que pudesse desagradar o governador.
Nela, a Meire contava um pouco de sua história, agradecia a acolhida e revelava uma mensagem extraordinária e inusitada; um recado de Theotônio Segurado, o desembargador português, titular da Comarca do Norte, que há cerca de 200 anos iniciou a luta pela independência tocantina, à Siqueira. Segundo Meire, que também é médium vidente, a mensagem de Theotônio a Siqueira foi dada a ela pelo seu espírito na noite anterior ao encontro com o governador.

Siqueira Campos, atravessava um momento pessoal difícil à época, tratando de um câncer de próstata recém descoberto que o preocupava e poderia comprometer seu futuro como gestor e político. Na carta Theotônio o tranquilizava sobre sua saúde prenunciando recuperação e longa vida para ele. “Siqueira, você viverá ainda uma longa vida com tempo para conviver com seus netos e acompanhar o desenvolvimento do Tocantins”.

Mas outras informações trazidas na mensagem de Theotônio tinha tudo a ver com a criação do Tocantins, seu papel no Brasil e no nosso futuro próximo. O nosso Desembargador, chefe da então Comarca do Norte, afirmava: “O Tocantins foi planejado e preparado pela espiritualidade maior para ser criado e implantado no centro do Brasil, País que carrega a missão de ser o Coração do Mundo e Pátria do Evangelho de Jesus. Aqui, com suas riquezas e posição geográfica privilegiada, o Estado será o porto seguro para receber populações do planeta açodadas pelas guerras e tragédias naturais”.

Theotônio segue em seu recado transmitido pela nossa Meire afirmando que em breve - isso há 20 anos atrás -, grandes massas populacionais se deslocariam para se salvarem dos conflitos bélicos e das devastações provocadas por terremotos, furacões e a falta d´água em várias regiões da Terra. Segundo ele, para que então o Brasil cumprisse sua missão e o Tocantins seu papel programado pela Divindade, não faltaria a assistência espiritual. Espíritos elevados, sob a orientação do anjo Ismael, responsável espiritual pelo Brasil, estariam acompanhando e inspirando nossos governantes e a sociedade na busca do bem e do equilíbrio moral afim de que nosso Estado estivesse pronto para receber os imigrantes.

Parece ficção, mas, os últimos acontecimentos na América, na Ásia, África e na Europa estão trazendo preocupações e confirmando as predições do espírito de Theotônio Segurado. Inclusive, outros recados coerentes com essa narrativa já são bem conhecidos. Tudo indica que nessa fase de acelerada de transição planetária, a disputa pelo controle dos nossos recursos naturais, do dinheiro, das armas e da comunicação por grupos poderosos estão aumentando os riscos de uma terceira guerra mundial. A ganância pelo lucro a qualquer preço continua a ameaçar o clima com ações altamente poluidoras. O aquecimento global é inegável e vai mudar o mapa do Planeta, cidades e países inteiros podem desaparecer sob a águas.

Enfim, coincidentemente, hoje dia 17 de setembro de 2017, faz 20 anos que eu, acompanhado pelo amigo Hélio Junqueira, levamos a Meire, que já não mora mais no Tocantins, para visitar o então governador Siqueira Campos e levar portando o recado de Theotônio Segurado, um espírito iluminado que iniciou a luta histórica pela independência da nossa região. Siqueira, cujo legado político é inegável, líder da luta pela criação e implantação do Estado do Tocantins ainda está vivo entre nós. Quem sabe ele, assim como eu também desejo, vamos ver nosso Estado forte, organizado e desenvolvido para receber os irmãos e irmãs de outras plagas terrenas que aqui vão nos ajudar, com suas experiências e culturas, a iniciar a fase de regeneração do Planeta Terra, a nossa linda casa de céu azul que viaja pelo Universo criado por Deus.

*Vieira de Melo é jornalista e ex-secretário estadual de Comunicação