Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Combater incêndios em diversas localidades e de diferentes proporções, tem sido uma das principais ações das equipes do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O grupo vem atuando de forma decisiva e constante no combate aos incêndios que assolam o Estado.

A unidade aérea do Governo do Tocantins realizou, em agosto deste ano (2017), a qualificação de todo o efetivo operacional, capacitando-os a atuar na atividade de extinção de fogo com o uso do equipamento chamado helibalde. No caso do Ciopaer, essa ferramenta é um bolsão com capacidade para armazenar 500 litros de água e que vai acoplada a um gancho na parte inferior do helicóptero.

De acordo com o comandante da aeronave, Delegado Leonardo Garrido, a unidade aérea vem sendo constantemente acionada para auxiliar o Corpo de Bombeiros Militar (CBM/TO), Defesa Civil, Naturatins e demais órgãos engajados nessas missões, sempre que identificado uma ocorrência de incêndio em qualquer parte do território tocantinense.

Apenas para exemplificar, no último sábado, um incêndio de grandes proporções atingiu a área do aeroporto de Palmas, mais precisamente nas proximidades da pista e do radar, havendo risco de suspensão das chegadas e partidas dos voos. Nesse caso específico, foram lançadas 57 cargas de água nos focos, culminando na extinção do incêndio.

O coordenador de Tráfego Aéreo e Segurança Operacional da Infraero, Guilherme Mendes Araújo, destacou que o emprego do helicóptero da Secretaria da Segurança Pública do Estado do Tocantins foi fundamental para o combate das queimadas nas áreas verdes ao redor do aeroporto de Palmas. “A Brigada de incêndio do aeroporto estava desde as 10h da manhã de sábado no combate efetivo das queimadas que dizimaram mais de 200 hectares de área verde, quando no período da tarde foi solicitado apoio ao Ciopaer, haja vista a dificuldade em controlar o fogo que avançava cada vez mais em direção a pista de pouso e decolagem do aeroporto de palmas e a equipamentos de alto valor agregado, essenciais a operação do aeroporto”, afirmou.

Guilherme Mendes disse ainda que “sem o apoio do helicóptero, o incêndio poderia ter impactado diretamente nas operações do aeroporto, suspendendo operações e atrasando voos, impactando centenas de passageiros”, concluiu.

Outra missão importante onde o helicóptero foi utilizado ocorreu no último dia 11 na plataforma multimodal da ferrovia norte-sul, em Porto Nacional. Naquela oportunidade, reservatórios, vagões e caminhões com combustíveis estavam vulneráveis ao fogo. Após o combate intenso do CBM/TO, brigadistas locais e do Ciopaer, o perigo de explosões foi descartado e o fogo controlado.

A equipe do Ciopaer também atuou na região de Araguacema e Caseara, inclusive no Parque Estadual do Cantão, onde foi realizado o monitoramento das queimadas e, também a prevenção à caça e pesca predatória.

Neste ano de 2017, o Ciopaer já superou a marca histórica dos anos anteriores em número de lançamentos de helibalde. A equipe da unidade aérea é mantida de prontidão para essa e outras missões, podendo ser acionada pelos órgãos do Estado ou via Siop.