Turismo & Lazer

Foto: Divulgação

De olho no desenvolvimento do turismo da região sudeste do estado, consultores do Sebrae Tocantins se reuniram com órgãos especialistas para tratar de licenças ambientais na exploração das cavernas locais. Representantes do Naturatins, especialistas em cavernas e o comitê gestor de Turismo de Natividade e Dianópolis participaram da formatação desse licenciamento. A ação faz parte do projeto de Turismo e Produção Associada nas Serras Gerais promovido pelo Sebrae Tocantins.

Inicialmente, um trabalho piloto será realizado em cinco cavernas da região sudeste no período de um ano. Duas delas estão localizadas em Natividade, outras duas em Novo Jardim e a outra em Dianópolis. Depois desse estudo o Naturatins ficará responsável pela liberação das licenças. Vale ressaltar que a região sudeste do Tocantins possui mais de 300 cavernas catalogadas, sendo a grande maioria localizadas no município de Aurora do Tocantins.

De acordo com o gerente regional do Sebrae de Dianópolis, Antônio Curcino, poucos estados no Brasil possuem esse tipo de licenciamento. “ Esse documento é um marco histórico para o Tocantins já que poucos estados tem a licença para exploração de cavernas. Será com estes documentos que poderemos melhorar a prestação de serviços aos turistas que quiserem explorar o potencial das cavernas existentes na região”, explicou o gerente.  

O superintendente do Sebrae Tocantins, Omar Hennemann explicou que a legalização destes atrativos irá proporcionar avanços ao turismo e proteção ao meio ambiente. “É mais um passo para o desenvolvimento do turismo na região sudeste, com vistas a preservação do meio ambiente. Além de mostrar o Tocantins lá fora, também é uma forma de assegurar o uso das cavernas dentro da legalidade”, justificou.