Saúde

Foto: Divulgação

Provocar as pessoas para encontrar uma razão na vida que as motive para prevenir o Acidente Vascular Cerebral (AVC), este é o objetivo da Campanha Nacional de Combate ao AVC 2017. Na capital a Semana de Combate ao AVC 2017, em parceria com a Rede Brasil AVC, acontece do dia 19 ao dia 31 de outubro, trazendo a população o questionamento: Qual o seu motivo para prevenir um AVC?

Segundo Vanessa Salgado, enfermeira da linha de cuidados do AVC no Hospital Geral de Palmas (HGP), neste ano o foco da Campanha é a prevenção. “Nosso objetivo é aumentar a conscientização individual e coletiva sobre os fatores de risco para o AVC e fazer com que as pessoas tomem atitude para preveni-lo. Essa campanha também divulgará a linha de cuidados, que tem o HGP, como referência no tratamento do AVC no Tocantins”, pontuou.

Durante a Semana de Combate ao AVC 2017, acontecerão diversas ações como palestras, entrega de panfletos, informações e orientações, divulgação sobre a linha de cuidados do AVC no HGP,  estandes da saúde, ponto de informação para aferição da pressão arterial, orientação nutricional, circunferência abdominal e distribuição de folhetos educativos.

“A expectativa é que as mobilizações realizadas em ambientes públicos de grande circulação de pessoas, nas unidades de saúde, empresas e instituições públicas, resultem em ampla cobertura da imprensa e movimentação nas redes sociais;” explicou Vanessa.

AVC no Brasil

De acordo com os dados estatísticos fornecidos pelo Ministério da Saúde (MS), em 2015, o AVC foi fatal para mais de 100 mil pessoas. Isso significa que, diariamente, cerca de 300 pessoas morrem vítimas do AVC no Brasil.

Outra estatística que também precisa ser considerada é a incapacidade provocada na pessoa após o AVC. Este fato coloca a doença como uma das principais causas de afastamento das rotinas cotidianas e funcionais, trazendo enormes custos financeiros e sociais para o país, além de desestruturar toda a organização familiar do paciente. Para se ter ideia, em 2015, no Sistema Único de Saúde (SUS), mais de 228 mil pessoas foram hospitalizadas no Brasil com o diagnóstico de AVC.