Polí­tica

Foto: Cleober Taquara

Com o objetivo de promover mais inclusão para as pessoas que acompanham os trabalhos legislativos, a Câmara de Palmas iniciou nesta terça-feira, 31, a tradução em Libras (Língua Brasileira de Sinais) das sessões da Casa. A modernização e transparência dos atos legislativos são bandeiras defendidas pela presidência do parlamento.

A implantação foi uma sugestão do vereador Tiago Andrino (PSB), que defendeu a contratação de um intérprete de Libras para traduzir as falas dos parlamentares. A proposta foi defendida por unanimidade no plenário. “As pessoas com deficiência auditiva também possuem o direito de acompanhar as sessões e participar da vida política da Capital”, frisou.

O presidente da Casa, José do Lago Folha Filho (PSD), destacou que a tradução em Libras das sessões é um avanço para a inclusão social. “O intérprete é o canal de comunicação entre a comunidade surda e o parlamento. É um profissional que exerce um papel fundamental na garantia de direitos para essas pessoas”, enfatizou.

Inclusão Social

Jacob Augusto Ferreira é intérprete de Libras há 12 anos. Ele explicou que a população surda não quer receber tratamento especial. “O que essas pessoas desejam é ter direitos garantidos como qualquer outro cidadão”, pontuou.

A partir desta terça Ferreira será o responsável por fazer a tradução das sessões para a Língua Brasileira de Sinais.