Campo

Foto: Fernando Alves

A inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR) com benefícios está chegando a sua reta final. O atendimento está sendo realizado desde o dia 11 em Palmas, zona rural da capital e entorno, e segue 31 de dezembro para a adesão gratuita dos proprietários rurais que possuem até 320 hectares. Quem não se cadastrar até o dia 31, além de ter dificuldades para obter financiamento bancário, perderá os benefícios previstos no Código Florestal (Lei 12.651/2012).

Cerca de 200 cadastros já foram realizados em Palmas até esta sexta-feira, 22, segundo a Coordenadoria Técnica do Consórcio Capim Dourado, grupo contratado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) por meio de processo licitatório para realização do cadastramento. O atendimento vem sendo realizado em diversos municípios do estado, onde os técnicos visitam a zona rural, e em pontos estratégicos das cidades.

Fabrícia Siqueira Mota, moradora de Palmas e proprietária de 55 hectares no município de Cristalândia, falou da importância do cadastramento: “é importante deixar minha propriedade legalizada e também entender um pouco mais de como eu posso cuidar dela, deixá-la sustentável, saber como funciona o trato para preservação das matas e das águas. Estou planejando fazer uma sede, melhorar os pastos, criar uma reserva, portanto preciso estar regular”, ponderou.

Já Solange Amaral, moradora do município de Novo Acordo, ao fazer o cadastramento de sua chácara, que possui 4,84 hectares, procurou ser esclarecida sobre o significado do CAR. “Quando cheguei aqui, não sabia realmente qual o sentido de fazer esse cadastramento e agora percebo a importância porque é uma preocupação, enquanto cidadã, de preservar o meio ambiente. Além dos proprietários terem algumas vantagens como a possibilidade de buscar recursos para investir em sua propriedade e acompanhamento para o que pode ser feito, também pensando nas futuras gerações”, disse.

Obrigatória, a inscrição no é o primeiro passo para aquisição da regularidade ambiental do imóvel e abrange dados do proprietário, possuidor rural ou responsável direto pelo imóvel, além de informações georreferenciadas do perímetro, das áreas de interesse social e das áreas de utilidade pública, com a informação da localização dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Preservação Permanente (App’s), das áreas de Uso Restrito, das áreas consolidadas e das reservas legais.

O atendimento em Palmas continua até o dia 29 de dezembro na Galeria Plaza Center, quadra 103 Norte, Avenida JK. Com o prazo próximo do fim, a expectativa é que o movimento seja intensificado na próxima semana. Informações podem ser obtidas por telefone.