Estado

Foto: Tamires Rodrigues No Projeto Tocantins + Cidadania nos municípios, as atividades acontecem em espaços cedidos pelos parceiros No Projeto Tocantins + Cidadania nos municípios, as atividades acontecem em espaços cedidos pelos parceiros

O projeto Tocantins + Cidadania será retomado na próxima segunda-feira, 22, inicialmente atendendo, durante uma semana, unidades socioeducativas e prisionais estabelecidas em Palmas. A primeira edição de 2018 do projeto acontece no Centro de Atendimento Socieducativo (Case) de Palmas, das 8 às 18 horas da segunda-feira, 22. O Tocantins + Cidadania é desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), envolvendo todas as áreas de atuação da pasta.

O Tocantins + Cidadania tem como objetivo mobilizar comunidades, com ações de promoção da cidadania e dos direitos humanos, favorecendo o acesso àqueles que necessitam da emissão de documentação civil, orientações jurídicas, psicológicas e sobre outras políticas públicas. “O projeto tem essa proposta social e humana, de promoção da cidadania e diminuição de desigualdades”, explica Suami Freitas, diretora de Direitos Humanos da Seciju.

Nesta segunda-feira, no Case, após solenidade de abertura do projeto, os adolescentes cumpridores de medidas socioeducativas, seus familiares e convidados participarão de uma série de atividades, a começar por uma apresentação teatral da própria unidade, seguida de palestras sobre profissionalização, primeiro emprego e mercado de trabalho por profissionais do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), café da manhã e confraternização. Informações sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST´s) e drogas por profissionais do Núcleo Acolher, bem como apresentação do grupo Nação Rap completam a manhã de atividades.

No período da tarde, das 13 às 14 horas, acontecerão as Olimpíadas do Case, envolvendo 26 adolescentes da unidade em competições de tênis de mesa, xadrez, dama, corrida e futsal, sendo que esta última modalidade terá a participação de seis jovens da Igreja Universal, parceria da Seciju em algumas atividades de ressocialização desenvolvidas no local. “O Tocantins + Cidadania tem essa flexibilidade, que nos permite atender comunidades, até as mais remotas, e públicos que costumeiramente têm acesso limitados a alguns serviços, como é o caso das pessoas privadas de liberdade”, explica o secretário da Seciju, Glauber de Oliveira Santos.

Agenda

Na terça-feira, 23, pela manhã, o Tocantins + Cidadania será realizado na Unidade de Semiliberdade (USL) Masculina, e na parte da tarde no Centro de Internação Provisória (Ceip) Masculino. No dia 24, quarta-feira, à tarde, estará na Unidade de Regime Semiaberto (Ursa) Feminina e no dia 25, quinta-feira, pela manhã, na Unidade Prisional Feminina (UPF), e à tarde no Centro de Internação Provisória (Ceip) Feminino. A programação nas unidades de pessoas privadas de liberdade encerra na sexta-feira, 26, na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).

Entre os serviços, terão palestras sobre higiene bucal, DTS´s, rodas de conversa sobre Contextualização e Protagonismo Juvenil enquanto Direitos Humanos, Inserção no Mercado de Trabalho, Orientação Vocacional, Empregabilidade e Autoestima, cortes de cabelo, aplicação de testes rápidos como Hepatite B e C, Anti-HIV 1 e 2 e Sífilis, aconselhamentos jurídicos e psicológicos pelas profissionais das unidades móveis de atendimentos às mulheres em situação de violência, explicações sobre a Lei Maria da Penha, direitos e deveres das mulheres privadas de lLiberdade e emissão de documentos.

Projeto

O Projeto Tocantins + Cidadania teve sua primeira edição no dia 14 de dezembro 14, no município de Santa Fé do Araguaia. Lá foram emitidas 21 carteiras de trabalho pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), 115 identidades pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e 14 documento de CPF’s pelos Correios, além de plastificação de documentos, impressão de fotos 3x4, orientações sobre o Seguro Desemprego e palestra de prevenção às drogas. 

As equipes ainda estiveram em Filadélfia, Muricilândia e Aragominas, entre os dias 15 e 17 de dezembro. Nos municípios, as atividades acontecem em espaços cedidos pelos parceiros, onde cada ação tem sua equipe setorial de atuação para propor aos usuários atendimento rápido e qualificado. A ideia é alcançar 60 cidades atendidas, em 2018, tendo como prioridade populações menos assistidas com políticas públicas ou vulneráveis socialmente, com a execução de ações que contribuem para a promoção da cidadania por meio de parceria com outros órgãos da administração federal, estadual e municipal. 

O Projeto Tocantins mais Cidadania pretende desenvolver ações de atendimento ao público em pequenos municípios tocantinense, de acordo com o IDH, e também comunidades indígenas, quilombolas, afrodescendentes e assentamentos rurais situados no interior do estado.