Meio Ambiente

A ação aconteceu na noite desta quinta-feira, 12, no posto fiscal da PRF em Alvorada, município situado na região Sul do Estado.

Os caminhões e a madeira foram apreendidos porque os condutores dos veículos apresentaram a GF3 – Guia Florestal para Transporte de Produtos Florestais Diversos inválidas. A origem da madeira era o Pará e o destino os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os condutores foram ouvidos pela Polícia Civil e os caminhões carregados foram recolhidos ao pátio do Naturatins, em Alvorada. Após a divulgação do laudo pericial serão tomadas as medidas administrativas. A perícia tem o prazo máximo de 10 dias para entrega do relatório, mas segundo o gerente da unidade regional do Naturatins de Alvorada, Amarildo Soares, é provável que saia nesta segunda-feira, 16.

O diretor de Fiscalização e Monitoramento do Naturatins, Laureno Justiniano Tebas, disse que o órgão tem reforçado suas ações de fiscalização a fim de coibir o tráfico ilegal de madeira e os crimes ambientais no Estado.

Por: Redação

Tags: Meio Ambiente, Naturatins, transporte