Cultura

A Polícia Militar do Tocantins manteve nesta sexta-feira, 28 e finaliza dia 2 os preparativos para a solenidade de entrega de espadins a 43 cadetes do 1º ano da Academia, a realizar-se a partir das 19h do dia 4 de outubro no pátio do Quartel do Comando Geral, com previsão de que a cerimônia seja presidida pelo governador Marcelo Miranda. De acordo com a nota de serviço interno da PM todo o efetivo da Academia de Polícia Militar Tiradentes deve participar, uma vez que se trata de cerimônia de grande representação para a escola de oficiais.

Espadim

"Originou-se nos tempos do império russo, quando o imperador Alexandre III, verificando que seu filho, o príncipe herdeiro do trono, devia ter mais exuberância e imponência, resolveu que o pequeno e futuro soberano usaria uma espada, como símbolo da honra e dignidade real.

Como a estatura do príncipe não permitia o uso da espada, mandou o imperador que se fabricasse uma menor. Assim, criaram um pequeno adorno, minuciosamente detalhado com os mais preciosos metais e materiais da época. O espadim era usado pelos príncipes até a coroação, quando então recebiam a espada.

Espadim Tiradentes

nome dado em reverência e culto à memória do Mártir da Inconfidência Mineira, Alferes da tropa de cavalaria de Minas Gerais, JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER – O TIRADENTES, patrono das polícias militares do Brasil, que simboliza a honra e a dignidade que deve ser marca de todos os cadetes. A forma e as linhas do Espadim Tiradentes, que traz em sua lâmina a inscrição latina símbolo da finalidade a que se destina "PRO LEGE VIGILANDA", (para vigilância da Lei), foi criado pelo Tenente Coronel Roldão Rodrigues Gama.

É entregue no 1º ano de curso em solenidade magna da Corporação, composta da benção dos espadins (cerimônia religiosa), solenidade militar (recebimento dos espadins e desfile) e um baile de gala com a presença dos oficiais da corporação e familiares, devendo permanecer em seu poder até a formatura, quando recebe a espada, símbolo de honra e dignidade do oficial.

Instituído em todas as corporações onde funciona o Curso de Formação de Oficiais, quadro de combatentes, através de Decreto, o Espadim é a arma do cadete, devendo ser-lhe entregue sob cautela pelo período do curso, para participação em todas as solenidades em que estiver presente como símbolo de sua distinção, honra e dignidade.

Ascom PM/TO

Por: Redação

Tags: cultura, Governador, Tocantins