Estado

A Companhia Energética São Salvador (CESS) informa que ataques sucessivos à rede de distribuição de energia elétrica do estado do Tocantins interromperam, durante 27 horas, o fornecimento de luz do canteiro de obras da hidrelétrica de São Salvador, localizada no município de Paranã, a oito quilômetros da cidade de São Salvador do Tocantins (TO). Os agressores quebraram torres de transmissão na última sexta-feira, dia 12, no sábado, dia 13, na madrugada da terça-feira, dia 16 e hoje, dia 18. A cidade de Palmerópolis também foi atingida e ficou oito horas sem luz nesse período.

Por causa do vandalismo e do clima de insegurança local, a empresa também preferiu não participar do 7º Foro de Negociação da UHE São Salvador, que deveria acontecer ontem e hoje (16 e 17 de outubro) entre representantes da empresa e das famílias atingidas. A empresa entende que um dos objetivos do Fórum é as partes envolvidas colocarem os seus pontos de vista, buscando um diálogo construtivo na busca de soluções. Entendemos que a participação da empresa no Fórum só deva voltar acontecer quando os atingidos abrirem mão de atos que fogem ao estado de direito. A empresa notificou todas as agressões em boletins de ocorrências em delegacias locais.

Os ataques ameaçam o bom andamento da construção da hidrelétrica de São Salvador, que teve um atraso de quatro dias em seu cronograma, com prejuízo avaliado em R$ 1,5 milhão. A normalidade dos trabalhos já havia sido interrompida no dia 10 de setembro, quando 400 pessoas bloquearam a estrada que dá acesso ao canteiro. Os manifestantes impediram a entrada e saída de funcionários. A polícia conseguiu desbloquear a estrada, mas o grupo continua acampado próximo ao canteiro.

Da redação com informações InvestNews

Por: Redação

Tags: cidade, Estado, Obras, Tocantins