Geral

A realização de um seminário para apresentar à indústria ótica os produtos que o governo dispõe via BNDES e ministérios, para o desenvolvimento do setor, como financiamentos, linhas de crédito e outros, foi acertado hoje entre o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, o senador João Ribeiro, o presidente da Abiótica (Associação Brasileira de Produtos e Equipamentos Óticos), Bento Alcoforado.

Também participaram da reunião representantes do setor, como o diretor comercial da General Optical, Tom Lyra, o presidente da Wilvale, Wilson Escudeiro, o presidente da Master Glasses, Carlos Sousa e o advogado Ricardo Inglez de Souza. O seminário foi marcado para janeiro de 2008 e deve acontecer em São Paulo, onde se concentra o maior número de indústrias.

"O que queremos é prosperar sem a necessidade de mecanismos de proteção do governo. Que as indústrias se atualizem, se modernizem e haja incentivo para o crescimento do mercado", ressaltou Alcoforado.

Durante o encontro no ministério, em Brasília, Miguel Jorge deixou claro que já existe uma série de linhas de crédito para incentivar o crescimento, mas falta conhecimento por parte do setor. Para solucionar este problema, Alcoforado disse que a Abiótica se tornará um veículo de disseminação desse conhecimento. Isto deve ser feito através da criação, após o seminário, de uma consultoria para assessorar as indústrias que já atuam no mercado e incentivar o surgimento de novas.

Durante a audiência também foi tratado de medidas de regularização e de ações que envolvem saúde e educação, no que diz respeito à problemas de visão na educação infantil.

Cristina Gallo

Por: Redação

Tags: Comércio, Geral, indústria, Veículos