Geral

Foto: Divulgação

Com o objetivo de buscar parcerias com o governo estadual, por meio do Ruraltins, para implantação de 100 mil hectares de pinhão manso no Tocantins, o empresário Eduardo Bundira, proprietário da Biotins Energia (usina de biodiesel instalada no município de Paraíso) e representantes da Terasol Energy (empresa de biocombustível da Índia) estiveram reunidos, nesta segunda-feira, 21, com o presidente do Ruraltins - Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins, Sebastião Pelizari Junior. A reunião contou também com a presença do gerente regional do Ruraltins de Paraíso, Ricardo Dias.

Reconhecido pelo potencial energético, o Tocantins desponta agora para a produção de biocombustíveis, a mais nova fonte de energia. Com a implantação de duas grandes empresas, que utilizam oleaginosas, matéria-prima para a produção do biodiesel, o Estado está atraindo agora o interesse de investidores indianos.

Com o intuito de adquirir terras no Estado, para o plantio de pinhão manso, os empresários indianos visitarão algumas áreas nos municípios de Paraíso, Caseara e Pium, além de Pedro Afonso e Gurupi. De acordo com o vice-presidente da Terasol Energy, Marcelo Khair, a Índia possui uma das maiores áreas do mundo cultivadas com o pinhão manso e conta também com pesquisas e novas variedades cultivadas com sucesso.

Segundo o presidente do Ruraltins, Sebastião Pelizari Junior, o investimento no Estado é visto com bons olhos. “O Ruraltins sempre apoiará e firmará parcerias em projetos que visam o desenvolvimento e a geração de novos postos de trabalhos no meio rural do Estado”, frisou. Ainda de acordo com o presidente, os agricultores familiares das regiões onde será implantado o projeto serão beneficiados com o cultivo em pequenas áreas e receberão toda assistência técnica do Ruraltins.

 

Fonte: Secom

Por: redação

Tags: Pinhão Manso