Estado

Foto: Divulgação

O juiz José Maria Lima repassou o cargo de prefeito de Porto Nacional a Paulo Mourão (PT), na tarde desta quarta feira, 07, em solenidade realizada na sala de reuniões da Prefeitura, com a presença dos secretários municipais, vereadores, líderes políticos e funcionários públicos.

Lima ocupou o cargo durante o período de 20 dias, em que Paulo Mourão esteve em viagem ao exterior, sendo o primeiro juiz a assumir o cargo de prefeito no Tocantins por impossibilidade do vice-prefeito e do presidente da Câmara de Vereadores. No país é a terceira vez que um juiz assume o executivo municipal nestas condições. O primeiro caso ocorreu no Amapá e o segundo em Mato Grosso do Sul.

O juiz, que é diretor do Fórum da cidade, ocupou o cargo porque o vice-prefeito, Edgar Mascarenhas (PMDB), está em licença médica por questões de saúde, enquanto que o presidente da Câmara de Vereadores, Pedro de Oliveira Neto (PMDB), tem pretensões de concorrer à reeleição para vereador nas próximas eleições, e caso assumisse o posto de prefeito ficaria inelegível para o cargo de vereador, podendo apenas disputar as eleições para o cargo de prefeito, conforme a legislação eleitoral.

Ao falar sobre a experiência como gestor municipal, o juiz José Maria disse que se sentiu muito gratificado em assumir o posto de prefeito, representando o judiciário tocantinense. “Embora não seja portuense, saio da Prefeitura mais portuense do que entrei”, declarou, ressaltando que no breve período em que exerceu o cargo de prefeito criou a Vigilância Sanitária do município, através de projeto de lei, aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionado por ele, a fim de legalizar e fiscalizar a venda do leite in natura no município. O juiz prefeito durante a curta gestão também realizou a recuperação de bueiros, limpeza pública do distrito Escola Brasil e da iluminação pública de alguns setores.

Lima elogiou a forma de administrar do prefeito Paulo Mourão, que segundo ele executa uma gestão estruturada, séria e transparente. “Não verifiquei nenhuma irregularidade em documentação, durante o período que exerci o cargo de prefeito, observei muita seriedade e transparência nas ações do prefeito Paulo Mourão”, declarou o juiz.

Da redação com informações Ascom prefeitura de Porto Nacional

Por: Redação

Tags: Estado, Juiz, Porto Nacional, PT