Geral

Uma comitiva de líderes do Movimento dos Povos Indígenas do Xingu esteve na Usina Luis Eduardo Magalhães – Lajeado nesta segunda-feira, dia 26 de maio em visita organizada pela ACT Brasil, equipe de Conservação da Amazônia, como parte da Campanha de Conscientização sobre Impactos de Barragens.

Segundo Luiza Viana, advogada da ACT, a primeira fase da campanha foi uma capacitação teórica sobre o que é uma barragem de hidrelétrica e a legislação ambiental pertinente. A segunda é esta visita técnica à Usina de Lajeado onde eles estão conhecendo como funciona a geração de energia elétrica e como foram desenvolvidos os PBAs (Programas Básicos Ambientais) em especial o Procambix- Programa de Compensação da Comunidade Indígena Xerente, uma referência nacional de sucesso em mitigação de impactos ambientais em comunidades indígenas.

Luiza explica que o objetivo é capacitá-los e conscientizá-los sobre os impactos de uma barragem para que o assunto possa ser discutido em suas comunidades (3ª. fase da campanha). Está prevista a construção de 13 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) nos rios formadores do rio Xingu.

Após conhecer as instalações e o funcionamento da Usina na parte da manhã, a comitiva participa, à tarde, de uma palestra sobre licenças e programas ambientais (introdução ao Procambix). Amanhã, terça-feira, a comitiva faz uma visita a aldeia Xerente.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Por: Redação

Tags: Geral, Lajeado, Xingu