Cultura

Foto: Adilvan Nogueira

A área da literatura no Tocantins comemorou na noite desta quarta-feira, 04, mais um incentivo com a reativação da "Bolsa de Publicações Doutor Maximiano da Mata Teixeira" pela Fundação Cultural do Tocantins. O lançamento do Edital 2008, realizado no auditório do CUICA, em Palmas, é um marco importante para autores e escritores tocantinenses, como forma de divulgação e valorização de obras inéditas.

O regulamento do Edital 2008 será publicado, na próxima semana, no Diário Oficial do Estado. Serão contempladas obras nas modalidades de ficção (conto, romance, novela e dramaturgia) e poesia, sendo disponibilizadas 1500 cópias para cada. As inscrições, gratuitas, estarão abertas de 21 de julho a 22 de agosto, na Fundação Cultural do Tocantins ou enviadas via correio. Cada concorrente poderá participar com apenas uma obra inédita.

O evento de lançamento, em Palmas, contou com a presença do presidente da Fundação Cultural do Estado, Júlio César Machado; do escritor, jornalista e membro da Academia Brasileira de Letras, Murilo Melo Filho que, lançou ainda o livro, "Testemunho Político"; do presidente da Academia Tocantinense de Letras, Eduardo Silva de Almeida; da deputada estadual Josi Nunes, do presidente do Conselho Estadual de Cultura, Sérgio Lorentino, do presidente da Academia Palmense de Letras, João Portelinha, e demais autoridades, escritores e imortais.

O imortal Murilo Melo Filho explanou um pouco sobre suas experiências nacionais e internacionais nas áreas do jornalismo político e literatura e autografou suas obras para os presentes no evento. O presidente da Fundação Cultural ressaltou a importância da reativação desta Bolsa de Publicações que é uma grande ferramenta de fomento e divulgação de obras literárias tocantinenses, com incentivos a importantes obras e autores regionais.

Nesta sexta-feira, 06, o Edital 2008 da Bolsa de Publicações será lançado no município de Gurupi, às 10h, no Hotel Veneza.

A Bolsa

Criada na Assembléia Legislativa por iniciativa da então Deputada Dolores Nunes, a Bolsa homenageia o Jurista Maximiano da Mata Teixeira, nascido em Natividade, em 15 de agosto de 1910. Advogado, magistrado, jornalista, escritor e professor universitário, foi também um lutador pela criação do Estado do Tocantins.

Na primeira edição, em 1993, a "Bolsa Maximiano da Mata Teixeira" editou, a um só tempo, uma coletânea de poetas tocantinenses ("Poesias do Tocantins") e outra de contistas ("Contos Tocantinenses"). No ano seguinte, foram selecionadas obras de ficção nas áreas de poesia, romance, psicologia, ensaios e crítica literária, sendo feita duas publicações: o romance "Mandiga", do renomado escritor tocantinense José Liberato Costa Póvoa, e o "Mercador", do poeta gurupiense Ronaldo Coelho Teixeira. Nesta Edição de 2008, serão contempladas as modalidades de ficção (conto, romance, novela e dramaturgia) e poesia.

Fonte: Fundação Cultural

Por: Redação

Tags: cultura, Fundação Cultural