Estado

Nesta terça-feira, 25, Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, haverá mobilizações em todo o Brasil, como forma de conscientizar a sociedade para o fim da violência contra a mulher. No Tocantins, órgãos estaduais e ONGs se mobilizam para atrair o maior número de pessoas nas reflexões sobre a situação da mulher na sociedade atual.

Palmas

Em Palmas, a Casa da Mulher 8 de Março, promoverá uma caminhada pela paz e pelo fim da violência, saindo às 8hh30, da Ulbra da Avenida JK. A caminhada marca a data de início da campanha nacional denominada “Laço Branco”, que tem o objetivo de sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no engajamento pelo fim da violência contra a mulher.

Também, a Coordenadoria da Mulher, Direitos Humanos e Equidade da Prefeitura de Palmas realizará uma vasta programação para a Campanha do Laço Branco e pelo enfrentamento da violência contra a mulher, com um seminário, que será realizado na Escola de Tempo Integral Padre Josimo Morais Tavares, das 14 às 17h.

Mobilização

A equipe do Centro de Referência de Atendimento à Mulher de Natividade, ligado à Secretaria da Cidadania e Justiça, ministrará palestra sobre a campanha do Laço, no Colégio Agropecuário de Natividade. Durante a palestra, serão distribuídos laços brancos. Na cidade de Esperantina a mobilização será das 8 às 16h, com caminhada, palestras. Já em Crixás, a mobilização começará na Câmara Municipal, às 19h, com discussões sobre a Lei Maria da Penha e doenças causadas pela violência.

Toda essa mobilização pelo fim da violência contra a mulher integra a campanha do Laço Branco, dos 16 Dias de Ativismo e reflexões sobre direitos humanos, cuja Declaração Universal completará 60 anos, no próximo dia 10.

Outra campanha a favor da mulher é a adesão dos homens via internet à mobilização “Homens Unidos pelo fim da violência contra as mulheres” que até esta segunda-feira, 24, já arrecadou mais de 14 mil e 700 assinaturas virtuais. Para assinar o termo de compromisso basta entrar no site www.homenspelofimdaviolencia.com.br , assinar o nome e enviar.

Durante a Campanha, serão distribuídos pelo Cedim - Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, da Secretaria da Cidadania e Justiça, laços brancos para os homens, que simbolizará a oposição de homens pela violência cometida por outros homens às mulheres.

As conselheiras do Cedim convidam toda a sociedade e parceiros para participarem da caminhada. A Casa da Mulher 8 de Março é uma das instituições que integram o Cedim.

História

O dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres. Data declarada como justa homenagem às irmãs Mirabal, Minerva, Pátria e Maria Tereza, que foram brutalmente assassinadas em 25 de novembro de 1960. As “Las Mariposas”, codinome utilizado em atividades clandestinas pelas irmãs, heroínas que tiveram a coragem e força de se opor à ditadura de Rafael Leônidas Trujillo, na República Dominicana, uma das mais violentas da América Latina.

Saiba mais da Campanha Nacional do Laço Branco no www.lacobranco.org.br  e da Campanha Nacional dos 16 dias de ativismos pelo fim da violência contra as mulheres no www.campanha16dias.org.br .

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Casa da Mulher, Estado, ONG's, Passeata