Estado

Dos 3.236 advogados ativos no Tocantins, até o dia 28/01/2009, apenas 1.162 realizaram o recadastramento, ou seja, 2.074 profissionais podem ficar impedidos de advogar, se não recadastrarem. O prazo para o recadastramento dos advogados, junto a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, vai até o dia 31 de janeiro de 2009. Com a atualização dos dados o profissional receberá a nova carteira digital, que automaticamente suspende anterior.

A determinação da substituição das atuais carteiras de identidade profissional é do Conselho Federal da OAB e está sendo realizada em todo o Brasil. Para requerer o novo cartão, que contem um chip para permitir a certificação digital, o profissional deve se dirigir à sala da Comissão de Seleção e Inscrição da OAB/TO em Palmas, quadra 201 norte, Conjunto II, em qualquer subseção. O Recadastramento também pode ser feito pelo site da Ordem no endereço: www.oabto.org.br . Para dar entrada no requerimento é preciso ter em mãos a atual carteira e efetivar o pagamento da taxa de R$ 35,00.

Deverão ser fornecidos pelo profissional no ato de requisição do novo cartão: nome completo; sexo; número do CPF; número do registro geral, com indicação da data de emissão da carteira e do órgão emissor; número e tipo de inscrição na OAB (se advoga se é estagiário ou suplementar); data de nascimento; naturalidade; nacionalidade; e endereço.

O advogado deve ainda, levar uma foto 3x4, preto e branco e com fundo branco, na qual esteja olhando para a câmera. A foto deve ter sido feita há, no máximo, seis meses, estar nítida e ter uma resolução entre 300dpi e 400dpi. Os homens devem aparecer com terno e gravata e as mulheres, com roupas sóbrias. Depois da solicitação a nova carteira deve chegar em 30 dias. Quem perder o prazo não poderá atuar e ficará com o registro na OAB suspenso.

Fonte: OAB-TO

Por: Redação

Tags: Advogados, Estado, OAB