Estado

Foto: Divulgação

O município de Estreito está no ranking das cidades maranhenses que mais geraram empregos formais no último ano. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego revelam crescimento acelerado de novos empregos formais criados no município onde está localizada a Usina Hidrelétrica Estreito (UHE Estreito).

Um comparativo feito da cidade de Estreito com a capital do Maranhão demonstra um aumento significativo, principalmente no setor da construção civil, sendo a UHE Estreito o maior empregador do município. Só as obras civis da Usina possuem, atualmente, mais de cinco mil trabalhadores atuando em dois turnos no canteiro. Além disso, outras inúmeras empresas contratadas pelo Consórcio Estreito Energia (Ceste), de diversos segmentos, estão contribuindo com o desenvolvimento local.

De acordo com o superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Maranhão, Allan Kardec Ayres Ferreira, Estreito está entre os municípios que obtiveram saldo positivo de carteiras assinadas no Estado do Maranhão, em 2008. “Até novembro do ano passado, Estreito já apresentava um saldo positivo de 27%. Para se ter uma idéia, esse percentual foi superior ao de São Luís que, no mesmo período, atingiu uma taxa de crescimento de 9,65%”, declarou.

Os dados mencionados pelo Superintendente são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O cadastro confirmou que o setor de destaque foi o da construção civil, com taxas expressivas de crescimento em relação aos outros segmentos econômicos. Em Estreito, a construção civil gerou 3.126 postos de trabalho no ano de 2008, enquanto que em 2007, o setor foi responsável por apenas 863 empregos.

Oportunidades

A implantação da UHE Estreito contribuiu para o aumento de empregos gerados no município, contratando a mão de obra local e atraindo profissionais de diversas partes do país. O trabalhador Ramon Moreira Galvão, 23 anos, é um exemplo disso. Apontador do Consórcio Rio Tocantins (CRT), prestador de serviço do Ceste, Ramos foi contratado recentemente para trabalhar no empreendimento e comemora a vaga conquistada. “Tenho um mês de trabalho, e este emprego representa uma oportunidade de crescimento profissional e experiência em obras civis. Hoje tenho segurança devido à assinatura da minha carteira de trabalho”, disse o trabalhador natural do Maranhão.

Um levantamento do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Estreito mostra que a instalação do órgão na cidade também favoreceu o crescimento de contratações em até 43%. A coordenadora do Sine, Rosane Leite Passos, afirma que o crescimento se dá em função da construção da Usina na cidade, onde todas as vagas são encaminhadas às empresas contratadas pelo empreendimento. “Tudo é relativo à obra. Antes não tinha uma agência de emprego porque não havia necessidade, agora com a construção da obra aumentou a demanda”, relatou.

Para o presidente do Ceste, José Renato Ponte, a obra está trazendo benefícios para todos os municípios da área de abrangência do empreendimento, seja pela geração de emprego e desenvolvimento econômico ou pelas ações sociais, educacionais, de segurança, saúde e infraestrutura. “A Usina Hidrelétrica Estreito é uma das maiores obras de geração de energia do país e prioriza o desenvolvimento local através da contratação e capacitação da mão-de-obra da região”, ressaltou o presidente.

Fonte: Assessoria de Imprensa  Ceste / UHE Estreito

 

 

Por: Redação

Tags: Estado, Estreito, Sine, UHE Estreito