Geral

No Tocantins, cerca de 70 crianças e adolescentes desaparecem por ano, segundo informações da Secretaria da Segurança Pública do Estado. Os números são alarmantes, considerando-se que um grande número de desaparecidos não chega a ser registrado nas delegacias do Estado e, por isso, não faz parte das estatísticas dos órgãos oficiais.

Preocupada com o problema, a deputada federal Nilmar Ruiz (PR), solicitou uma audiência no Tocantins da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as causas, as conseqüências e os responsáveis pelos desaparecimentos de crianças e adolescentes no Brasil. A intenção da deputada, que é titular da CPI, é levantar a discussão e encontrar maneiras de reduzir o número de crianças e jovens desaparecidas no Tocantins.

“Na CPI, tenho acompanhado os depoimentos de pais e mães que tiveram seus filhos desaparecidos. São histórias comoventes. No Tocantins há um número alto de desaparecidos. Quero, com a audiência, chamar a atenção da sociedade sobre o problema e ajudar a reduzir o sofrimento desses pais e mães que têm seus filhos desaparecidos”, argumentou Nilmar.

A audiência ainda não tem data marcada, mas Nilmar afirma que pretende realizar o mais rápido possível.