Geral

Foto: Ademir Rêgo

Informações do site Surgiu dão conta que, por volta das 20h30 minutos deste domingo, 25, o empresário José Antônio de Deus teria sido seqüestrado na saída do Supermercado Fátima, uma das empresas do seu grupo e colocado dentro do porta-malas do seu carro um Fiat branco, quatro portas, Placa MWZ-5200 e conduzido até a entrada do Setor Pouso Alegre, bairro de Paraíso do Tocantins, para um de seus terrenos que tem no local.

Informações dão conta que o mesmo havia acionado o PM de nome Cícero, ainda de dentro do porta-malas dizendo o seguinte: “Cícero, me pegaram. Estou dentro do porta-malas e não sei para onde estou indo”.

Pessoas que moram próximo ao local da tragédia, ao verem o fogo em um dos barracões do local e um carro estacionado nas proximidades, acionaram a polícia, que chegou rápido, porém, a chamas impediam quaisquer aproximação. O corpo de bombeiros foi chamado e como o local é de difícil acesso, tiveram que engatar um reboque com um tanque d’água de pouca quantidade para poder apagar o fogo. Operação que demorou devido as dificuldade do local.

O carro foi conduzido para perícia, uma vez que não se tem notícia de quem praticou este crime bárbaro e o corpo foi levado para o IML para identificação.

Como a esposa dele estivera com ele poucos minutos antes e o tendo deixando para ir pra casa e ele tendo permanecido no Supermercado por mais um tempo, acredita-se que seja mesmo dele o corpo carbonizado.

José Antonio de Deus é dono do Supermercado Fátima, Fátima Agropecuária, Liquigás (depósito de gás) e Fátima Distribuidora, além de inúmeros imóveis na cidade, sendo, portanto, uma das pessoas muito bem relacionada em Paraíso do Tocantins. Ele é pai do Vereador Leonardo de Deus (PTB) e irmão de Fátima de Deus, uma das sócias do Quarteto Supermercado em Palmas, irmão da esposa do ex-apresentador da Rádio Nacional de Brasília, Edelson Moura e também de Antonio José de Deus.

Fonte: Surgiu.com