Geral

O Democratas decidiu nesta sexta-feira, dia 21, que vai encaminhar uma representação ao Ministério Público Federal, com pedido de instauração de uma Ação Civil Publica para apurar possíveis crimes de abuso de poder econômico por parte do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB). Segundo o partido, esses atos estariam sendo realizados por membros do governo do Estado, especialmente pelo governador Carlos Henrique Gaguim, pré-candidato à reeleição, em solenidades públicas e em reuniões privadas com os chefes de Executivo, quando estaria fazendo pressões aos prefeitos em troca de investimentos públicos nos municípios.

O partido argumenta que essa postura caracteriza, além do crime de abuso de poder econômico, uma gritante afronta a direitos constitucionais e à legislação eleitoral e partidária vigente no país, contrariando especificamente o artigo 14 da Constituição Federal, Lei Complementar 64/90, Lei 9.504/97, Lei 11.300/2006 e a Resolução 22.610/2007, com redação dada pela Resolução nº 22.733/2008, do Tribunal Superior Eleitoral.

Apoio de prefeitos

Hipotecaram apoio à decisão do Democratas de apoiar o ex-governador e pré-candidato Siqueira Campos nesta sexta, na residência da senadora Kátia Abreu, em Palmas, os prefeitos de Araguacema, Alvorada, Abreulândia, Araguaçu, Lajeado, Brejinho de Nazaré, Monte do Carmo, Bom Jesus, Crixás, Barrolândia, Presidente Kennedy, São Salvador, Silvanópolis, Santa Rita, Ananás, Arraias, Paranã, Nova Olinda. Brasilândia e Jaú. Não foram chamados para o encontro os prefeitos de Araguaina, Rio Sono, Lavandeira, Taguatinga, Dois Irmãos e Ponte Alta.

Da redação com informações Assessoria de Imprensa Kátia Abreu