Polí­tica

Foto: Dicom/AL

O deputado estadual do PDT, Fábio Martins desistiu de tentar reeleição no pleito de outubro desse ano. Martins é liderança majoritária em Porto Nacional e chegou a registrar a candidatura no Tribunal Regional Eleitoral.

Martins confirmou a informação ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 19. Indagado sobre o motivo ele desconversou e alegou questões pessoais. “Eu já tinha tomado essa decisão por motivos pessoais e registrei a candidatura apenas para que pudesse ser substituída depois”, frisou.

Segundo algumas informações o pedetista teria a pretensão de disputar a prefeitura de Porto em 2012 no entanto ele disse que por enquanto não tem esse plano. “Resolvi parar mesmo por enquanto”, afirmou. Teresa Martins (PDT), prefeita de Porto Nacional é esposa do deputado.

Um dos motivos para a saída de Martins da disputa seria ainda a falta de bases eleitorais. Em Porto, o candidato disputa diretamente com o colega de parlamento, Toinho Andrade (DEM) que tenta reeleição pela coligação Tocantins levado a Sério.

Martins foi eleito com 12.251 votos em 2006 com bases eleitorais em Pium, Monte do Carmo, Palmas, Silvanópolis e Chapada da Natividade.

O primeiro mandato do deputado foi conquistado em 2002, depois de ser prefeito de Porto nacional.

O PDT tem agora quatro candidatos a estadual e Ângelo Agnolin como único a disputar uma cadeira na Câmara Federal.

Dança das cadeiras

Com a saída de Martins a Assembleia passa a ter cinco vagas livres das 24 levando em consideração a saída de Agnolin, César Halum (PPS), Cacildo Vasconcelos (PP) e Júnior Coimbra (PMDB) para a disputa federal.