Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista coletiva concedida após a assinatura das nomeações dos candidatos aprovados no concurso da educação do município de Palmas, o prefeito Raul Filho (PT) afirmou que está tranqüilo com possível decisão do partido sobre seu apoio ao senador João Ribeiro (PR) à reeleição.

O prefeito preferiu não entrar em muitos detalhes sobre a polêmica gerada em torno de suas declarações públicas de apoio a Ribeiro. Sucintamente, o governante se restringiu a informar que pretende continuar seu trabalho à frente da prefeitura, e que as decisões sobre sua permanência no partido ficam a encargo do PT. “Vamos deixar que o partido tome as decisões”, completou.

Apoio ao governador permanece intacto

Mesmo com seu apoio declarado à candidatura de João Ribeiro, o prefeito de Palmas fez questão de destacar que sua aliança ao governador Carlos Gaguim (PMDB) para as eleições deste ano continua intacto. Raul Filho informou ainda que subirá ao palanque ao lado do candidato peemedebista. “Meu apoio ao governador continua, vamos manter o trabalho e fazer a campanha”, informou.

Entenda

Desde que o ex-prefeito de Porto Nacional, Paulo Mourão (PT) retirou sua candidatura ao governo do Estado para se aliar à coligação “Força do Povo” como candidato ao senado, fortes disputas internas começaram no Partido dos Trabalhadores.

Duas frentes disputavam a vaga na majoritária de Carlos Gaguim, uma encabeçada por Paulo Mourão e outra por Raul Filho, que indicaria a deputada estadual Solange Duailibe para a senatória. Depois grandes articulações de bastidores, ficou definido que o nome para concorrer seria o do ex-prefeito de Porto.

Toda esta situação gerou muito desgaste entre Raul e outras lideranças petista, que acabou culminando no apoio do prefeito a candidatura de Ribeiro.

Depois de declarações públicas do prefeito de apoio ao senador, o presidente em exercício do PT tocantinense, Herlan Torres destacou que a regional petista não irá permitir este apoio de Raul ao candidato do PR, gerando esta indefinição na situação do prefeito dentro do partido.