Polí­tica

Foto: Kleiber Arantes

Propostas para o setor da Educação marcaram o programa eleitoral do governador e candidato à reeleição Carlos Henrique Gaguim (PMDB), exibido na noite desta sexta-feira, 03. Com a construção de vinte Escolas de Tempo Integral no Estado, Gaguim assumiu o compromisso de continuar a transformar um dos setores prioritários de seu governo.

“A educação é uma prioridade. Vamos afastar os jovens das drogas, investir também em qualificação profissional, e a Escola de Tempo Integral é a escola do futuro”, defendeu o candidato. Como exemplos reais, foram mostrados o Colégio Agropecuário de Natividade e uma Escola de Tempo Integral no Aureny IV, em Palmas, que atende atualmente 555 crianças com ensino regular e reforço, alimentação e outras atividades educacionais.

Direito de Resposta

Para esclarecer as inverdades do programa de seu oponente, exibido no último dia 23 de agosto, que criticou a política habitacional do governo estadual, a coligação Força do Povo usou no programa do seu adversário desta sexta o tempo concedido pela Justiça Eleitoral (de 1 minuto e 44 segundos) para seu direito de resposta. O programa de Gaguim mostrou ao povo tocantinense que a construção de casas populares em seu governo é uma realidade. Inclusive, Gaguim tem a meta de construir 13 mil casas populares até o final de 2010. Para a gestão 2011/2014 serão 32 mil moradias (8 mil por ano). O tempo também foi usado para ressaltar que os programas de Carlos Gaguim continuarão no campo das propostas e sem ataques, em respeito ao povo tocantinense.

Propostas

Além das 20 ETI, Gaguim assumiu o compromisso de construir cinco escolas profissionalizantes, disponibilizar acesso gratuito à internet banda larga, adquirir mais 160 novos ônibus escolares para os municípios, entregar computadores (cerca de 12 mil notebooks) aos professores da rede estadual de ensino e fazer com que a qualidade do ensino no Estado seja referência, tanto para a região norte quanto para o país.

Avanços e Parcerias

O programa também apresentou os avanços nos últimos anos na educação no Estado. Em 2002, haviam 31 mil alunos matriculados nas escolas estaduais, e 33% não sabiam ler nem escrever. Em 2010, o governo reduziu em 14% esse índice de analfabetismo.

A parceria com o presidente Lula, com a futura presidente Dilma, o depoimento de Michel Temer (vice-presidente na chapa de Dilma) de apoio à reeleição de Gaguim, e obras realizadas em parceria com o Governo Federal, a exemplo da Ferrovia Norte-Sul, pontes, o Minha Casa, Minha Vida (programa habitacional), além do crescimento de Gaguim na preferência do eleitorado, comprovado por vários institutos de pesquisa, também ilustraram o programa desta sexta-feira.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Força do Povo