Estado

Foto: Divulgação

A maior obra de relocação da área de abrangência da Usina Hidrelétrica Estreito, localizada sobre o Rio Farinha na Rodovia BR – 230/010, entre os Municípios de Estreito e Carolina está concluída. Recentemente, o Consórcio Estreito Energia – CESTE, responsável pela implantação do empreendimento, liberou o tráfego da ponte e de seu acesso, totalizando 1.685 metros de comprimentos do novo trecho que foi disponibilizado aos motoristas com sinalização completa. As obras da ponte e do acesso foram feitas para recompor o antigo trecho a ser interferido pelo futuro lago da UHE Estreito.

A ponte tem 200 metros de extensão e 15 metros de altura por 13 m de largura. Ela foi erguida sobre 16 pilares de sustentação. Em sua estrutura foram utilizados quatro mil m³ de concreto e 400 toneladas de aço. Cerca de 100 homens da trabalharam em dois turnos para a conclusão das obras.

De acordo com o engenheiro José Dahir Puzziello da empresa WPG Construções e Empreendimentos Ltda., contratada pelo CESTE para execução das obras, concluída a fundação da ponte foram mais de 52 dias de trabalho até a liberação do tráfego. “Nosso maior desafio foi vencer o trabalho de fundação dos pilares no meio do rio, já que tivemos que colocar tubos de aço a mais de 30 metros de profundidade”, explica.

Os caminhoneiros que transitam constantemente pela estrada, uma das principais rotas de escoamento da soja no Maranhão, foram surpreendidos pela liberação da nova ponte. “Ficou bem melhor e mais seguro”, disse o caminhoneiro Valdir Loli, que estava vindo do Estado do Piauí.

Outro que gostou do novo trecho foi o caminhoneiro Douglas Carvalho dos Santos, de Imperatriz (MA). “Passei aqui uns três dias antes e não imaginava que no meu retorno a obra já estaria pronta. Essa parte da pista está mais sinalizada oferecendo segurança para nós que passamos sempre aqui”, avalia.

De acordo com o Gerente de Obras do Reservatório do CESTE, engenheiro Edson Pinheiro, essa foi uma das últimas obras de relocação da área do futuro reservatório da UHE Estreito concluída pelo CESTE. “Só neste ano já entregamos mais de 240 obras em toda área de abrangência do empreendimento, como pontes, estradas vicinais entre outras. É com muita satisfação que entregamos mais essa importante obra garantindo assim a permanência normal do trânsito na rodovia BR 230-010”, ressalta o Gerente agradecendo o esforço de todos os envolvidos na obra.

A conclusão da ponte sobre o Rio Farinha e de seu acesso encerra um conjunto de obras executadas pelo CESTE na Rodovia BR 230-010, quando em junho deste ano também foi liberado o trecho de cerca de 2 km de comprimento sobre o Córrego Ribeirão das Cachoeiras, conhecido também como Variante do Santana. O projeto de todas essas obras foi aprovado pelo Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transporte – DNIT.

Restaurante

Além dos motoristas que transitam diariamente pela estrada, outra pessoa que foi beneficiada pelas obras sobre o Rio Farinha foi a senhora Maria Luiza Ferreira. Indenizada pelo CESTE, ela também teve seu restaurante todo reconstruído pela empresa executora das obras. Durante o período de construção da ponte, o restaurante atendeu os funcionários da obra, chegando a servir mais de 200 refeições por dia. “Estou feliz pelo benefício e estou com muita expectativa. Tenho esse restaurante há mais de seis anos e agora vou continuar oferecendo almoço e jantar para os motoristas, mas em local maior e mais confortável”, comenta.

Fonte: Assessoria de Imprensa/UHE Estreito

Por: Redação

Tags: Carolina, CESTE, UHE Estreito