Polí­tica

Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) calcula que o eleitor brasileiro levará, em média, um minuto e meio para votar nas eleições de outubro. São esperados cerca de 15 segundos para votar em cada um dos cargos que aparecerão nas urnas: um presidente, um governador, dois senadores, um deputado federal e um deputado estadual ou distrital.

O tempo estimado é calculado do momento em que o eleitor se dirige à urna até o momento que ele vota para o último cargo. A média para este ano foi calculada tomando por base os números de 2008, quando os eleitores fizeram uma média de 31 segundos para votar em prefeito e vereador.

Além disso, o tempo entre a digitação do título pelo mesário e o início da votação na urna é estimado em 8 segundos. Essa projeção, feita no ano passado, não inclui o tempo gasto para votar na urna biométrica, pois, em 2008, o sistema funcionou em fase de teste em apenas três municípios.

Neste ano, 1 milhão de pessoas votarão por meio do sistema de reconhecimento das digitais. Eleições simuladas com o novo método, realizadas no dia 21 de agosto, apontaram que, apesar de o sistema ser mais seguro por evitar fraudes, pode fazer com que leve mais tempo para os eleitores deixarem o local de votação.

Na simulação, promovida em 43 municípios de 19 estados, o maior problema foi a dificuldade de reconhecimento das impressões digitais. Em Búzios (RJ), por exemplo, um eleitor tentou por quase dez minutos ter a digital aceita pelo sistema.

Para evitar atrasos ainda maiores ou mesmo a confusão entre candidatos, é recomendável que o eleitor leve o número anotados em um papel, a chamada cola eleitoral.

Fonte: Agência Brasil