Polí­tica

O candidato a governador da coligação Tocantins Levado a Sério, Siqueira Campos (PSDB), se comprometeu, em carta entregue nesta terça-feira ao sistema OCB-TO (Sindicato e Organização das Cooperativas no Estado do Tocantins) e Sescoop-TO (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Tocantins), a fazer tudo o que for possível para derrubar o contrato que garante exclusividade ao Banco do Brasil no pagamento da folha estadual e na concessão de financiamentos consignados.

“A concessão desse monopólio fere direitos a legislação e cheira a corrupção. Tudo farei para derrubá-lo. Vivemos numa república. Aqui não temos príncipe e nem privilégios”, destaca Siqueira, na resposta a quinta pergunta do sistema OCB.

Siqueira não pôde ir ao encontro à tarde com representantes do cooperativismo, pois tinha comício marcado em Paranã. Porém, o candidato enviou o seu assessor direto para assuntos econômicos João Carlos da Costa, ex-secretário Estadual da Fazenda, como seu representante.

Durante a conversa com os cooperativados, João Carlos esclareceu algumas idéias de Siqueira e entregou a carta assinada pelo candidato tucano que respondia seis perguntas formuladas pelos cooperativados.

Em todas, Siqueira valoriza a classe e garante que vai trabalhar em conjunto com as entidades.Para isso, dentro da Secretaria das Oportunidades, que será criada pelo candidato caso ele vença as eleições, haverá a Subsecretaria do Cooperativismo. Por fim, João Carlos deixou claro que as ações para o setor estarão sempre em discussão, com o intuito de atender as principais reivindicações da classe.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Siqueira Campos