Economia

Foto: Divulgação

No início da manhã desta quinta-feira, 21, os empregados do Banco da Amazônia do Tocantins reuniram-se em assembleia, na sede do SINTEC-TO, e aprovaram por ampla maioria a nova proposta apresentada pelo Banco retornando ao trabalho nesta data.

Na quinta-feira, 14, às 18h foi realizada assembléia na sede do Sintec para avaliar a proposta apresentada pelo Banco da Amazônia, onde foi rejeitada pela maioria.

As negociações com o Banco da Amazônia foram retomadas às 14h do dia 14 de outubro. Mesmo havendo avanços na nova proposta apresentada no dia 13, as entidades sindicais que compõem a mesa de negociação afirmam que ainda há problemas que podem ser melhorados na contraproposta do Banco.

Dentre os problemas apontados pela comissão dos empregados está a questão da PLR, pois o Banco oferece um montante de apenas 9% do seu lucro para dividir com os trabalhadores, enquanto que demais bancos federais como o BNB, por exemplo, chegaram a um montante de 14%. Além disso, o Banco da Amazônia se recusa a seguir o acordo da FENABAN na forma de distribuição da sua PLR.

Os empregados do Banco da Amazônia reivindicavam a valorização do piso salarial, já que os 11% oferecidos pela instituição eleva o piso para R$ 1.250,00.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Banco da Amazônia

Por: Redação

Tags: Banco da Amazônica, Economia, Fenaban, Sintec