Estado

Foto: Divulgação

Após 30 dias da greve dos bancários, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, apresentaram nova proposta nessa quarta-feira, 5. A reunião com a comissão bancária de negociação aconteceu em São Paulo e depois de muito debate. Esta foi a greve mais longa dos últimos 12 anos. No Tocantins 142 agências estão fechadas do total de 158.

O Sindicato dos Bancários do Tocantins (SINTEC-TO), realiza assembleia hoje, 6, às 18h, na sede do Sindicato em Palmas, para deliberar sobre a proposta. É válido lembrar que a decisão será da categoria e receberá total apoio do Sintec.

A Fenaban afirmou na mesa de negociação, que a nova é definitiva proposta, visando solucionar o impasse das negociações para a celebração de um acordo. Os bancários reivindicam melhores condições de trabalho e um reajuste salarial de 14,78%.

A proposta apresentada contempla índice de 8% nas verbas salariais, 10% nas verbas do auxilio creche/babá e tíquete alimentação, 15% na cesta alimentação e mais um abono em parcela única a ser paga após 10 dias da assinatura no valor de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), juntamente com a Participação nos Lucros e Resultados nas mesmas condições do acordo anterior com um ganho de 8%.

Como proposta inovadora a Fenaban, propôs acordo de dois anos, garantindo a reposição do INPC mais ganho real de 1% a partir de 01 de setembro de 2017 sobre salários de 31/08/2017. Os bancos abriram mão da compensação dos dias de greve, concedendo a anistia de todo o período grevista, desde que os bancários retornem ao serviço nesta sexta-feira, 7.

Por: Redação

Tags: Fenaban, Greve, Sintec