Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-vice-prefeito de Palmas, Derval de Paiva (PMDB) afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins que o PMDB precisa de reorganização agora depois da derrota para governo.

Para o peemedebista , o partido precisa aprender com os erros da campanha. “É preciso agora tirar lição do mal resultado”, frisou.

Derval criticou a falta de unidade no partido durante o período das eleições ao citar algumas desavenças internas envolvendo vários membros da legenda inclusive o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB). “Foram muitas ações insensatas que geraram uma falta de sintonia irreparável”, salientou.

O reflexo da situação do partido, segundo Derval, pode ser notada através da militância. “Tudo isso gerou uma falta de foco e desmotiva a base do partido que está na coadjuvância”, falou.

O peemedebista defende que a legenda se fortaleça após o pleito e busque o crescimento no Estado. “O PMDB precisa ousar mais, precisamos de candidatos à presidência. O partido é uma chama viva que continua acesa”, pontuou.

Contra expulsão

O ex-vice-prefeito salientou ainda que é contra qualquer motivação para expulsão do deputado federal Moisés Avelino. “Não concordo com uma coisa dessas, não se faz partido assim”, disse.

Derval no entanto evitou fazer uma avaliação da gestão do deputado federal Osvaldo Reis á frente da legenda.

Planos

Derval é um dos nomes cotados para integrar a equipe do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) após o segundo turno quando o petista fará uma reforma administrativa na gestão.