Polí­tica

Foto: Divulgação

Na tarde deste sábado, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, visitou o Centro de Divulgação de Resultados e afirmou que em todo o País a preparação para este domingo, 31, ocorre tranquilamente “vamos ter uma eleição sem maiores problemas”, disse.

Questionado sobre o tempo para a totalização dos votos, o ministro disse que espera uma apuração mais rápida do que no primeiro turno. No entanto, ele explicou que para o segundo turno teremos diferença de algumas horas no encerramento da votação devido ao horário de verão, além do fuso horário.

“Isso dificulta um pouco a apuração e, inclusive, a divulgação dos primeiros números se dará um pouco mais tarde, a partir das 19h (horário de Brasília) para que não haja influência nenhuma para os eleitores que ainda estão votando nesse nosso Brasil continental”, disse.

Feriado

Ao responder sobre a expectativa de comparecimento dos eleitores nas urnas neste domingo, o ministro afirmou que espera “um comparecimento maciço dos eleitores”, pois entende que “votar não é meramente um dever burocrático, mas sim uma obrigação que o cidadão tem com a democracia”.

Força federal

O presidente informou ainda que o TSE autorizou a atuação da força federal em 150 municípios de 9 estados. Ele disse que está de plantão hoje e amanhã e pode, eventualmente, conceder outros pedidos de força federal caso haja alguma necessidade de última hora.

As Aldeias indígenas localizadas nos municípios de Itacajá, Goiatins; Tocantinópolis e Tocantínia receberão forças federais.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ TSE