Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Colinas do Tocantins, José Santana Neto (PT) afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 3, que a derrota da presidente eleita Dilma Rousseff no município foi em virtude das desavenças internas entre os dois grupos políticos.

Em Colinas, segundo o gestor, o grupo do PMDB fez campanha para José Serra (PSDB) ao invés de seguir a orientação nacional e também estadual do partido de apoiar Dilma. O vice eleito, Michel Temmer é do PMDB.

“Nós fizemos nossa parte mas o outro grupo não fez. O grupo do PMDB daqui fez campanha para Serra”, frisou completando ainda que algumas lideranças do partido chegaram até a adesivar os carros com material do tucano.

“O desejo deles era me derrotar mas ainda bem que o resultado da eleição não dependeu de Colinas”, disse o gestor.

A diferença entre Dilma e Serra foi de pouco mais de 100 votos.

2012

O grupo do PMDB no município é liderado pelo deputado estadual Sandoval Cardoso (PMDB), rival do grupo de Santana que conseguiu eleger Amália Santana (PT) também como deputada estadual.

Segundo o prefeito, o grupo de Sandoval já está começando a discutir a campanha de 2012 à prefeitura da cidade. “Antecipar a eleição nesse momento não nos interessa”, frisou o atual prefeito.

Mesmo os dois grupos fazendo campanha para o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) no primeiro turno as desavenças continuaram e todas as mobilizações aconteceram distintas.

Para Santana, o maior fator do desentendimento do grupo é o que chamou de "postura ideológica de alguns do PMDB" no município.