Estado

Foto: Divulgação

O secretário de Comunicação, Ahrrenius Naves salientou em entrevista ao Conexão Tocantins que a reestruturação do quadro de servidores da Redesat não gerará demissões de pessoal. “Acredito que não, o quadro da Redesat já é enxuto”, salientou.

A Secretaria Estadual da Comunicação (Secom) está fazendo junto à Secretaria de Administração um levantamento com relação às funções na Redesat que, conforme o secretário, não constam no quadro geral como por exemplo, cinegrafista, editor de imagens, técnico em rádio, locutor e outros.

Nesta sexta-feira, 11, a reestruturação deve ser concluída. “Essas funções teriam que ser renumeradas de acordo com o mercado, temos que estudar qual será a remuneração”, salientou.

O secretário se reuniu com parte da equipe da emissora nesta quarta-feira, 9, quando informou sobre o levantamento. “Fizemos uma reunião para acalmar o pessoal, a gente como gestor precisa gerir com qualidade e consenso”, disse Naves. “Pedi para trabalharem normalmente e ficarem calmos”, completou.

Novas contratações

A Redesat poderá ter novas contratações, segundo informou o secretário. Os novos contratados serão para a produção de mais conteúdo tanto na área educativa como cultural na emissora.

ATN desativada

Já sobre a Agência de Tocantinense de Notícias o secretário frisou que por enquanto não há servidores na autarquia nem orçamento. “Tem CNPJ mas ainda não tem orçamento. Tiramos duas funções da ATN e colocamos na Secom”, afirmou.

A ATN tinha como presidente o jornalista Sandro Petrilli que deixou o cargo alegando motivos pessoais.