Polí­tica

Foto: Divulgação

Com a participação efetiva da bancada parlamentar do Tocantins, o deputado federal Angelo Agnolin (PDT) lançou ontem no Congresso Nacional em Brasília, a Frente Parlamentar da Educação Profissional e Ensino a Distância. Deputados, senadores, autoridades, entidades ligadas à qualificação profissional e instituições de ensino técnico e superior, assumiram oficialmente, a missão de discutir e defender, na esfera legislativa, as duas modalidades de ensino.

“O País tem agora, um grande desafio: garantir que a qualificação profissional seja propulsora das políticas de desenvolvimento e que a tecnologia se transforme em didática capaz de inovar o processo de educar e de aprender” disse Agnolin, ao ressaltar a importância da união entre os Ministérios, o Senado, as Confederações Nacionais, a UAB (Universidade Aberta do Brasil e o Sistema S, presentes na solenidade, através de seus titulares e representantes.

O senador João Ribeiro (PR), em seu pronunciamento, disse que as inovações tecnológicas dos setores da economia tem sido intenso e que a Educação precisa seguir o mesmo ritmo. O senador elogiou a iniciativa do deputado e disse estar “à disposição do grupo para debater a educação, principalmente, a do Tocantins”. Já o deputado federal Eduardo Gomes (PSDB), disse apostar na frente parlamentar, que segundo ele, dará voz a educação profissional e a distância no parlamento.

Tocantins

Presente na solenidade, o secretário de Ciência e Tecnologia do Tocantins, Luiz Carlos Borges da Silveira, disse que o ensino a distância é uma importante solução de acesso à educação para as populações que moram em lugares afastados dos grandes centros. Segundo ele, porem, o “principal desafio, é habilitar com qualidade, de acordo com as necessidades do mercado, os trabalhadores do país”. “Todos os estados precisam que a população tenha condições de se capacitar profissionalmente”, sugeriu.

Na coletiva de imprensa, o superintendente do Sebrae/Tocantins, Paulo Massuia, afirmou que é “fundamental que o Tocantins abrace a qualificação profissional, por ser um Estado carente de profissionais qualificados” e sugeriu “que a educação a distância seja a solução para o desenvolvimento da educação nos 139 municípios do Tocantins”.

Entre os 24 parlamentares presentes, Lázaro Botelho (PP), Laurez Moreira (PSB) e Júnior Coimbra (PMDB) e Eduardo Gomes (PSDB), compuseram o grupo representante do Tocantins na Frente. Participaram também das atividades do evento, a vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin (PDT) o deputado José Geraldo de Melo Oliveira (PTB), o prefeito de Divinópolis Edimar Alves (PTB), o prefeito de Santa Rosa, Domingos Ferreira (PDT) alem do ex-deputado Estadual Paulo Roberto (PR).

Representação Nacional

Agnolin anunciou que a diretoria da frente parlamentar será escolhida na próxima semana. Ele afirmou que, por meio de coordenações regionais, será possível representar todos os estados do País.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Angelo Agnolin