Polí­tica

Foto: Renato Alves

Em audiência ocorrida na tarde desta quarta-feira, 22, no Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, a vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin (PDT) e o deputado federal Angelo Agnolin (PDT) receberam do ministro, Carlos Lupi, a garantia de recursos para qualificação de 6 mil jovens através do programa Projovem Trabalhador.

De acordo com MTE, será distribuído o quantitativo de 2.500 vagas à Prefeitura de Palmas que atuará por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e 3.500 vagas ao Governo do Estado. Os aportes financeiros serão direcionados pelo Ministério, sendo R$ 4.648,875 para Palmas e R$ 6.508.425 para o Governo do Tocantins.

Para a vice-prefeita, Edna Agnolin, a qualificação profissional contribuirá para que a mão-de-obra local esteja capacitada a atender as necessidades das grandes empresas que estão se instalando na Capital. “O Projovem se configura com uma importante ferramenta de preparo para atender as exigências do mercado” disse.

Conforme o MPE, a previsão é que os cursos comecem em setembro, dentro de cinco arcos ocupacionais: administração, turismo, tecnologia, alimentação e saúde. Poderão participar do programa alunos com idade entre 18 e 29 anos. Os inscritos receberão uma ajuda financeira mensal de R$ 100 e participarão de 350 horas/aula, durante 6 meses, dividido em 100h de qualificação social (inclusão digital, valores humanos, ética e cidadania e áreas afins) e 250h de qualificação específica.

As vagas foram concedidas mediante a meta de aproveitar 30% da mão-de-obra qualificada no mercado de trabalho.

Fonte: Assessoria de Imprensa Angelo Agnolin